Flamengo retira máscara de combate à covid-19 e símbolo de 'casa' das redes sociais

Clube já demonstrou, publicamente, o desejo de retomar as atividades esportivas

Por O Dia

Márcio Tannure, Jair Bolsonaro, Rodolfo Landim e Alexsander Santos se reúnem em Brasília ? Foto: Divulgação
Márcio Tannure, Jair Bolsonaro, Rodolfo Landim e Alexsander Santos se reúnem em Brasília ? Foto: Divulgação -
Rio - Com desejo de retomar as atividades em meio a pandemia da covid-19, o Flamengo emitiu comunicado nesta quinta-feira, esclarecendo algumas situações e explicitando esse intuito de voltar aos treinos. Horas depois, o perfil oficial do clube nas redes sociais retirou a máscara e o símbolo de 'casa' que acompanhavam o escudo da equipe.

Ao contrário de Fluminense e Botafogo, o Flamengo tem pressionado pela volta das atividades esportivas no país. Na última terça-feira, Rodolfo Landim, presidente do Rubro-Negro, junto a Alexandre Campello, mandatário do Vasco, foram à Brasília conversar com Jair Bolsonaro sobre a possível volta do Campeonato Carioca, paralisado na metade de março.

"Os atletas e os integrantes envolvidos no dia a dia do Ninho do Urubu informam que se sentem seguros e aptos a retomar os treinamentos em razão do protocolo de segurança e prevenção adotado pelo Departamento Médico do Flamengo. O Centro de Treinamento do Flamengo dispõe dos equipamentos necessários e também conta com diária higienização rigorosa", trouxe parte do comunicado do Flamengo.

Comentários