Galvão corrige presidente do Flamengo em debate, e Casagrande alerta: 'Cuidado com fake news'

Rodolfo Landim, mandatário do Flamengo, foi entrevistado pelo 'Bem, Amigos' nesta segunda-feira. Discussão sobre volta do futebol gerou diferentes pontos de vista

Por Lance

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, em participação no programa
Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, em participação no programa "Bem, amigos" -
Rio - A volta aos treinos e a retomada do futebol em meio à pandemia do coronavírus foi tema de um debate nesta segunda-feira no programa "Bem, Amigos", do SporTV. O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, foi entrevistado pelos vários participantes da atração, incluindo o apresentador Galvão Bueno e o comentarista Casagrande. Em um momento que chamou atenção, o mandatário rubro-negro citou a Globo e disse que a emissora estaria planejando voltar a gravar novelas em junho, mas foi prontamente corrigido pelo narrador.
"Ouvi dizer que a própria Rede Globo vai estar voltando a filmar as novelas, que o povo tanto gosta. Eu imagino que vocês também estão pensando em protocolos desse tipo, no mesmo padrão que estamos seguindo no futebol", disse Landim, que logo foi interrompido por Galvão.
"Gostaria de lhe informar que a Globo não pensa em voltar a gravar as novelas antes do final de julho, previsto a partir do final de julho, e se entender que haja condições favoráveis na solução da pandemia", informou Galvão.
Landim, então, pediu desculpas ao vivo, em tom descontraído.
" Peço desculpas. Esse mundo de notícias tão louco... Deve ser mais uma fake news. Peço desculpas", repetiu o presidente do Flamengo.
O comentarista Walter Casagrande se mostrou incomodado com o posicionamento do presidente do Flamengo a favor da volta do futebol e fez um alerta ao mandatário rubro-negro.
"Eu não concordo com a volta do futebol. O Governo Federal não tratou bem a pandemia, não temos nem ministro da Saúde. Tem que tomar cuidado com fake news. Já estão tomando providências para acabar com essa rede de fake news. A Globo não vai passar novela. Por último, você está falando em nome do Flamengo, não do futebol. O futebol brasileiro não é só Flamengo, não vai disputar titular contra reserva. Por que a pressa, presidente? Por que não pode esperar mais um mês ou dois? Qual é o problema? O senhor tem que pensar no Flamengo e em vocês também. Se der algo errado, o senhor é o líder", sentenciou Casagrande.
Landim, por sua vez, afirmou que o pensamento de retomada do futebol é quase uma unanimidade entre os clubes cariocas, com exceção de Botafogo e Fluminense.
"Eu represento o Flamengo, mas tenho certeza que falo em nome da grande maioria dos clubes do estado do Rio de Janeiro. E mantemos contato direto com outros clubes da Série A. Essa posição é da maioria dos clubes. O Flamengo não está sozinho. O que o Flamengo faz questão de liderar é pelo exemplo. Eu não quero liderar nenhum movimento de volta ou de não volta. Quero deixar claro isso: o Flamengo quer liderar pelo exemplo, pela forma de gere o futebol, pela forma com que forma os seus times...", disse Landim.

Comentários