O zagueiro Dedé, do Cruzeiro - Bruno Haddad / Cruzeiro
O zagueiro Dedé, do CruzeiroBruno Haddad / Cruzeiro
Por O Dia
 Rio - Em grave situação financeira, o Cruzeiro segue acumulando diversas dívidas. Segundo o portal "UOL", o clube mineiro deve cerca de R$ 2,2 milhões ao estafe do zagueiro do Dedé. O valor é referente a última renovação do atleta, em 2019, e a uma espécie de "bônus" por conta da recusa em relação à proposta feita pelo Flamengo, no início de 2019.
De acordo com a publicação, o bônus acordado entre as partes para que o zagueiro permanecesse em Belo Horizonte foi de R$ 1,8 milhão, que seria pago em dez parcelas de R$ 180 mil. O valor, no entanto, nunca foi pago.
Publicidade
Em entrevista recente à Fox Sports, Dedé revelou que seu desejo era aceitar a proposta feita pelo Flamengo.
"O Flamengo está no Rio, está do lado da minha casa (Volta Redonda). Seria maravilhoso para mim. O Flamengo queria o Arrascaeta de qualquer jeito. E eles conseguiram. Acho que isso deu um conflito grande e foi onde teve a decisão do Cruzeiro de vetar. Cheguei a conversar com o Itair sobre o desejo de voltar para o Rio, estar perto da minha família. Itair falou: ‘Dedé, não tem como, é difícil, quase impossível’. Eu fiquei na minha, respeitei o Cruzeiro, mantive meu foco e segui meu caminho no clube", afirmou.