Rodolfo Landim - Divulgação Twitter
Rodolfo LandimDivulgação Twitter
Por O Dia
Rio - O presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, participou do programa Redação SporTV por uma live. Ele defendeu que a partida contra o Palmeiras seja adiada e ressaltou que o Brasileirão já teve vários confrontos adiados na atual temporada. 
Publicidade
"Isso (a manutenção do jogo) para mim é um contrassenso. Não foi um infectado. Foi um monte de gente. É insana a discussão do número de jogadores. Todos estavam lá, juntos e misturados. Se chegar na segunda-feira, e testar negativo, é porque esse jogador não pegou. Simples assim. Mas deixar um monte de gente que pode estar contaminada jogar não é razoável. Tantos jogos já foram adiados. O que significa mais um?", afirmou.
O pedido de Landim acontece após a delegação do Flamengo sofrer com um surto de Covid-19 no Equador. O presidente ainda defendeu que os protocolos sanitários adotados pelo Campeonato Carioca e pelo Campeonato Brasileiro são mais seguros que o da Conmebol por conta do tempo entre os testes e a entrada dos jogadores em campo.

"Quando eu falei que o protocolo era seguro, foi o protocolo do Campeonato Carioca, que previa testes contínuos, ambiente do CT desinfetado e testes na hora do jogo. Se tivesse positivo na hora do jogo, o jogador era isolado. No caso do Brasileirão, há mais risco, porque você é obrigado a testar, quando viaja, alguns dias antes. E a gente testa os nossos jogadores antes da partida, o que nem é obrigatório", explicou.