Arrascaeta
ArrascaetaMarcelo Cortes / Flamengo
Por O Dia
Rio - O clima está agitado nos bastidores do Flamengo. Horas antes do clássico contra o Vasco, o meia Arrascaeta e seu empresário, Daniel Fonseca, se mostraram incomodados pelo que consideram um não cumprimento de acordo por parte do Rubro-Negro para uma renovação, que envolveria a compra de parte dos direitos econômicos do atleta que pertencem ao Defensor Sporting, do Uruguai. Por conta da divergência, o jogador está fora da partida desta quinta-feira, às 19h, no Maracanã.
Publicidade
Segundo o Flamengo, a ausência de Arrascaeta se deve a uma lesão no tornozelo, que foi apontada em exame na última quarta-feira. No entanto, na decisão da Supercopa do Brasil no último domingo, ele atuou normalmente durante os 90 minutos e ainda participou da decisão de pênaltis. Na volta ao Rio, ele caminhava normalmente e não se queixou de dores na reapresentação. No entanto, passou a se queixar nos últimos dias.
A irritação de Arrascata  e seu representante se deve ao fato de, segundo eles, o Flamengo ter prometido uma valorização contratual com a renovação e a compra dos direitos econômicos junto ao Defensor. No entanto, o clube alega que, neste momento, é inviável fazer uma movimentação financeira desta dimensão, já que as receitas estão encurtadas por conta da pandemia.
Publicidade
Arrascaeta é uma das poucas estrelas do Flamengo que não teve uma valorização contratual após as inúmeras conquistas nos últimos dois anos. Ao longo do último ano, Everton Ribeiro e Bruno Henrique tiveram o contrato renovado, e Gabigol teve reajuste salarial ao ser comprado em definitivo junto à Inter de Milão, no início de 2020. O fato de ainda não ter tido uma compensação tem irritado há tempos o uruguaio e seu empresário, que estão no limite de paciência.
O presidente Rodolfo Landim compareceu ao Ninho do Urubu para tentar contornar a situação e fazer com que o camisa 14 atuasse nesta noite, mas foi em vão.