Com time reserva, Flu passa sufoco, mas vence o Atlético-PR

Campeão brasileiro estreou com vitória em Macaé

Por pedro.logato

Rio - Pensando na Libertadores, o Fluminense escalou uma equipe com reservas na estreia do Brasileiro. O Tricolor teve dificuldade, mas conseguiu vencer o Atlético-PR, em Macaé, por 2 a 1. Agora, o clube carioca pensa apenas na partida desta quarta-feira contra o Olímpia no Paraguai.

Sobis e Samuel comemoram gol do FluDivulgação

Pelo Brasileiro, o Flu só volta a campo no próximo final de semana quando encarar o Criciúma, em Santa Catarina. A partida contra a Portuguesa, no Canindeé, válida pela segunda rodada foi adiada em virtude do compromisso do clube na competição internacional.

O JOGO

Com o foco total no Brasileiro, o Atlético-PR começou melhor a partida e quase abriu o placar aos nove minutos. Felipe tocou para Éderson, que bateu de primeira, a bola explodiu no travessão do Fluminense. O Tricolor respondeu quatro minutos depois, e com gol. Diguinho lançou Samuel, que foi atropelado por Cleberson. Sobis cobrou e fez o primeiro gol do clube carioca no Brasileiro. Apesar do gol, o Furacão seguia melhor. Aos 21 minutos, Felipe passou por Diguinho e finalizou, Berna fez boa defesa. Aos 27, outra chance, com Éderson e mais uma vez a bola tocou na trave. No entanto, no lance seguinte não teve jeito. Após escanteio, Manoel subiu sozinho e deixou tudo igual para o Atlético. Depois do gol, o Fluminense voltou para o jogo e equilibrou o confronto, que não teve mais muitas emoções na primeira etapa.

Com Eduardo no lugar de Anderson, o Flu voltou melhor, valorizando a posse de bola e rapidamento conseguiu o segundo gol. Aos oito minutos, Sobis fez boa jogada e serviu Samuel, que só colocou para dentro. Dois minutos depois, o Furacão quase empatou. Everton recebeu em velocidade, mas Gum foi mais rápido e evitou que o jogador marcasse o gol de empate. Aos 15 minutos, mais uma boa chance. Wellington Silva cruzou, Samuel deixou passar e Sobis chutou, mas Weverton defendeu. Aos 25 minutos, Abel tirou Sobis do jogo e colocou o jovem volante Willian. O Tricolor ficou acuado e o Atlético-PR passou a pressionar. Porém, graças a Ricardo Berna e a falta de precisão dos jogadores do Furacão, o campeão brasileiro começou com o pé direito o Nacional de 2013.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia