Por pedro.logato

Rio - Abel Braga nunca deixou de defender seus comandados — mesmo diante das situações mais complicadas. A boa relação com os jogadores do Fluminense é a marca registrada do técnico, que, após somar uma sequência de quatro derrotas e balançar no cargo, viu o elenco apoiá-lo e retribuir a confiança. Prova disso é que vencer o Grêmio, domingo, em Porto Alegre, virou uma questão de honra. Afinal, todos querem dedicar o resultado ao treinador.

Abel Braga vive momento complicado no FluCarlos Moraes / Agência O Dia

“Cabe a nós conseguirmos essa vitória, que vai ser difícil. Mas vamos batalhar muito para dedicá-la a Abel. Nunca vi um técnico assim. Ele bota a cara para bater e assume a responsabilidade. Está sendo mais que um treinador, está sendo um pai para todo mundo”, disse Wagner.

Sincero, o camisa 19 elogiou o estilo de trabalho e a franqueza de Abelão. Segundo o meia, o treinador já sabe a maneira mais eficaz de lidar com cada atleta do grupo.

“Quando ele dá bronca, ele é bem claro. Olha na nossa cara e fala o que tem que ser dito, no momento que a gente falha. Isso é bom porque antes de você dizer uma coisa, por mais que seja dura, é melhor que ela seja dita na sua frente. Quando ele se expressa assim, a gente imediatamente quer dar a resposta, passar por essas dificuldades e buscar as vitórias”, explicou Wagner.

Ao falar do jogo com o Grêmio, o apoiador foi direto e disse que o duelo no Sul será uma espécie de final para o time de guerreiros.

“Só a vitória nos dá tranquilidade. Sabemos da qualidade do adversário, mas precisamos dar a volta por cima e vencer para subir de posição já. Vai ser como uma final para a gente, um jogo de detalhes. Tudo que tinha para errar, já erramos, já deu”, concluiu Wagner.

Você pode gostar