Flu quer vencer Coritiba para sonhar com o G-4 do Brasileiro

Tricolor quer resultado positivo para se aproximar dos líderes

Por pedro.logato

Rio - Perto de completar dois meses no comando do Fluminense, Vanderlei Luxemburgo curte o momento de calmaria causado pela sequência de cinco partidas sem derrotas — dois empates e três vitórias —, mas não se deixa enganar. Com a experiência de quem conhece bem os altos e baixos do futebol, ele vê a equipe pronta para consolidar a arrancada contra o Coritiba, neste sábado, às 18h30, no Maracanã.

Luxa vive melhor momento nas LaranjeirasCarlos Moraes / Agência O Dia

Com aproveitamento de 54,1% em oito partidas no estádio, o Flu terá a chance de comprovar sua boa fase melhorando os números em casa.

“Esse é um momento bom para nós. É hora de tentar consolidar uma situação no Brasileiro. Respeitamos o Coritiba, mas estamos prontos para fazer um grande jogo em casa. A equipe está mais compacta, menos vulnerável, mais ainda comete erros, mas isso normal. Tem muita coisa que ainda pode ser corrigida”, disse Luxemburgo.

Com sete pontos em três rodadas, o Fluminense tem a quarta melhor campanha do returno. Os números validam não apenas a reação, mas a evolução da equipe nas últimas partidas. Apesar da baixa de Fred, a série invicta mostra que Luxemburgo encontrou uma nova maneira de jogar.
Em 13 partidas, ele conseguirá repetir a escalação pela segunda vez. Satisfeito, comemora a melhora no ambiente do grupo.

“Há cinco jogos, estava tudo muito ruim. Agora temos uma sequência de cinco jogos muito bons. Mas cheguei num momento bem complicado, com a saída de Abel (Braga), muitos jogos seguidos, eliminação na Copa do Brasil, jogadores machucados...”, lembrou Luxa.

A rodada pode terminar de maneira muito positiva para o Flu. Se vencer o Coxa, pode assumir o sexto lugar em caso de derrota de Corinthians, Vitória e Goiás. Atento, Luxemburgo garante que, por ora, a realidade tricolor ainda não é o G-4.

“Não pensamos nisso por enquanto. Nossa disputa ainda é na zona de baixo, infelizmente. Você pensa para cima e vem um derrota e vem tudo de volta. Se continuarmos vencendo, aí sim poderemos pensar em coisas boas. Hoje, não”, completou.

Pendurados não tiram sono

O alto número de jogadores pendurados com cartões amarelos — 11 no total — não preocupa Vanderlei Luxemburgo para a sequência do Fluminense na competição. Da lista, sete são titulares atualmente: Diego Cavalieri, Bruno, Gum, Diguinho, Rafinha, Rhayner e Rafael Sobis. O treinador só ressalta que a advertência tem de acontecer de maneira natural.

“O importante é jogar duro, firme e não ser desleal. Jogamos assim na quarta-feira. Se tiver que perder, vamos perder o jogador. Não tenho essa preocupação com o cartão amarelo, mas acho que ele tem que ser tomado de forma natural. Se for de uma forma violenta não concordo”, disse Luxa. Contra o Goiás, Jean deve estar à disposição.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia