Massagista do Fluminense sofre tentativa de agressão de torcedores

Funcionário do clube usou o Facebook para relatar o caso

Por bernardo.argento

Rio - Depois do Fluminense perder para o Vitória, por 3 a 2, no Maracanã, alguns "torcedores" irritados com atuação do time agrediram o massagista Jeronimo Barreto, conhecido como Jejê, que é um dos funcionários que trabalha a mais tempo no clube. Revoltado com a atitude dos marginais, Jejê usou o Facebook para mostra sua indignação.

"Depois de tantos anos de clube, passei por maior constrangimento perante minha família, pois alguns vândalos sem caráter que se diz torcedor (sic) do Fluminense tentaram me agredir por eu ser funcionário do clube, mas eu sei que aqueles marginais não (são) torcedores do dia a dia do Maracanã, pois os verdadeiros vieram ao meu favor", postou.

O massagista ainda lembrou que graças a Polícia Militar o pior não aconteceu. Com o placar negativo diante do clube baiano, o Tricolor está cada vez mais próximo da zona da degola, apenas três pontos a frente da Ponte Preta e do Vasco.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia