Fred pede para jogar, mas Renato decide poupá-lo contra Duque

Renato dará descanso ao artilheiro e mais quatro titulares

Por pedro.logato

Rio - A fé move montanhas e também é capaz de fazer jogador abrir mão de folga. Liberado pela comissão técnica do Fluminense, Fred decidiu treinar ontem após a participação no amistoso da seleção brasileira contra a África do Sul, quarta-feira, em Joanesburgo. Focado no projeto Copa do Mundo, o atacante tem frequentado a Igreja Internacional da Zona Sul, no Flamengo.

Nesta sexta, ele postou numa rede social camisa com uma mensagem religiosa, mas recebeu a informação de que será poupado contra o Duque de Caxias.

O técnico Renato Gaúcho não antecipou a escalação da equipe, mas revelou que preservará cinco titulares amanhã, em Volta Redonda. Como Carlinhos, que se recupera de uma lesão no púbis, e Gum, suspenso, já estavam fora dos planos do treinador, o mistão tricolor deve entrar em campo com apenas quatro titulares: Diego Cavalieri, Bruno, Elivélton e Jean.

Fred vai ser poupadoDivulgação

ATACANTE QUERIA JOGAR

Motivado, Fred gostaria de jogar. “Ele até queria. Conversamos. Por ter feito uma viagem longa, o havia dispensado do treino, junto com Valencia. Ele quer jogar, se sente bem. Veio ao treino. Isso é muito positivo. Teve a viagem, ainda tem o aniversário da filha. Não vai jogar. Assim como Valencia, Diguinho, Conca e Rafael Sobis. Gum, pelo amarelo. E o Carlinhos está machucado. Eles precisam descansar”, sentenciou Renato Gaúcho.

A decisão do treinador foi facilitada com a classificação antecipada para a semifinal do Campeonato Carioca. Com mais três rodadas pela frente, Renato terá a chance de fazer novos testes e dar ritmo para reservas de luxo, como Walter e Wagner.

WAGNER VIBRA COM CHANCE

“O importante é ter o grupo motivado. Waltinho perdendo 12 quilos. Por isso, estou colocando esses jogadores para jogar”, disse Renato.

A decisão de Renato de poupar a maioria dos titulares contra o Duque de Caxias caiu do céu para Wagner. Em ótima fase, o camisa 10 quer aproveitar o momento para provar ao técnico que merece uma chance entre os 11.

“Meu momento é bom. Tanto é que estou fazendo mais gols, acertando mais passes. E quando estamos nessa boa fase é a hora de decolar.”

A insatisfação com a negociação que quase o levou para o São Paulo na troca pelo o atacante Osvaldo foi superada. Com três gols no Carioca, o apoiador é considerado o reserva imediato de Conca, mas crê que pode jogar ao lado do argentino.

“Renato sabe que jogo tanto na função que o Conca faz, centralizado, e até como segundo volante. Posso jogar com Conca. Eu de um lado e ele, do outro”.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia