Fluminense não pode vacilar diante do Barra Mansa

Em quinto no Carioca, Tricolor tem que vencer para se manter na briga pelo G-4

Por bernardo.argento

Rio - Passada a adrenalina pela estreia à frente do Fluminense, Ricardo Drubscky ganhou crédito pela vitória sobre a Cabofriense, mas não diminuiu o tom de cobrança para a partida contra o Barra Mansa, hoje, às 18h30, no Moacyrzão. Quinto colocado, com 25 pontos, mas de olho no G-4, o Tricolor terá dois confrontos diretos com Flamengo e Madureira, mas precisa fazer o dever de casa diante do modesto concorrente para não colocar em risco a classificação às semifinais do Carioca.

Drubscky conversa com os jogadores para conseguir a segunda vitória do Fluminense Ernesto Carriço

Apreensivo com o alto índice de rejeição, o sucessor de Cristóvão Borges temeu pelas vaias no início do maior desafio de sua carreira. Ao escutar aplausos, teve a certeza de que acertou ao manter a boa base deixada pelo antigo treinador. Com a garotada em sintonia e os jogadores mais experientes focados no propósito de levar a equipe às semifinais, Drubscky revelou sua confiança na recuperação do Fluminense.

“Pensei: ‘Com o estádio vazio, vou escutar um monte de xingamentos’. Mas só ouvi aplausos e apoio. Espero que a gente tenha tempo, não tenho dúvida de que vamos fazer um excelente trabalho. Vivo do futebol há 32 anos. Se tiver espaço, o Tricolor vai fazer barulho”, disse Drubscky.

Alerta depois das derrotas para Volta Redonda e Macaé, o apoiador Wagner prevê uma partida complicada e adverte que as condições do gramado serão um empecilho a mais hoje à tarde. “Será um jogo difícil. Num campo de dimensões menores, pesado. Sentimos muito quando jogamos contra o Macaé. Será a segunda partida na semana. Vai ser duro”, destacou o camisa 10 do Fluminense.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia