Diego Cavalieri viaja para Chapecó, mas segue como dúvida no Fluminense

Com dores no tornozelo, goleiro pode abrir vaga para Klever

Por pedro.logato

Rio - O Fluminense embarcou ontem para Santa Catarina com uma incógnita na equipe que enfrentará a Chapecoense. Diego Cavalieri tentou suportar as dores no tornozelo esquerdo. No entanto, não chegou a completar a atividade e é dúvida. Apreensivo, o técnico Enderson Moreira relacionou os goleiros Klever e Julio Cesar.

Cavalieri pode não enfrentar a ChapecoenseAndré Mourão

O camisa 12 segue em tratamento intensivo. Reavaliado diariamente pelo departamento médico, se for vetado, ele deverá ser substituído por Klever, que, no treino de ontem, voltou a ser observado entre os titulares.

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Em ótima fase, Cavalieri é um dos símbolos do positivo momento do Fluminense no Campeonato Brasileiro. Terceiro colocado, com 27 pontos, o Tricolor mantém o foco na busca pela liderança.

Preocupado com a falta de ritmo de jogo de Klever, Enderson intensificou o trabalho de bola aérea, considerado pelo treinador o ponto forte da Chapecoense.
Klever não joga oficialmente desde setembro. Ele teve uma sequência de quatro partidas pelo Brasileiro e Copa Sul-Americana na ausência de Cavalieri, que se recuperava de uma gastroenterite.

Nesse período, o Flu venceu dois jogos e empatou dois. O goleiro reserva sofreu cinco gols. A equipe treinou ontem com Klever, Wellington Silva, Gum, Antônio Carlos e Breno Lopes; Edson, Jean, Gustavo Scarpa e Osvaldo; Marcos Junior e Fred.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia