Flu vai ganhando uma nova cara

Com direito a fortes emoções, time mostra evolução com Levir Culpi

Por pedro.logato

Rio - Além de técnico, Levir Culpi também poderia ganhar a vida como vidente. Assim que fechou com o Tricolor, previu fortes emoções, tanto para ele quanto para a torcida. E não demorou nem um mês para a concretizar a profecia. A vitória nos pênaltis sobre o Internacional testou o coração dos tricolores e garantiu o time na final da Primeira Liga.

“Futebol sem emoção não convém. O Fluminense tem de disputar final. Espero que não precise trocar de remédio ou tenha de tomar mais. A caixinha vai funcionar”, brincou o comandante após a classificação em Brasília.

Levir Culpi está invicto no FluminenseDivulgação

LEIA MAIS: Notícias, contratações e bastidores: confira o dia a dia do Fluminense

Emoções e brincadeiras à parte, o time tem apresentado uma evolução rápida desde que Levir chegou. O técnico tem conseguido uma compactação que não deixa mais a defesa exposta e também permite a exploração dos contra-ataques pelos lados. A melhora já é sentida pelos jogadores.

“O Levir não deixa ninguém se acomodar e é atento a cada detalhe. Nestes dois últimos jogos, a equipe se mostrou mais organizada”, afirmou Diego Cavalieri.

Graças às suas defesas na disputa de pênaltis, o Fluminense vai encarar o Atlético-PR na disputa pelo título da Primeira Liga. Há, porém, um problema ainda a ser resolvido pela organização da competição. A final está marcada para o dia 7 de abril, mas o Fluminense estreará na Copa do Brasil na véspera, contra o Tombense, em Muriaé (MG). A tendência é de que a decisão seja remarcada. O local e o horário ainda não foram definidos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia