Sem Pedro, Fluminense perde força em campo e cifras

Atacante, que será submetido a cirurgia no joelho, só volta em 2019 e tem venda para a Europa adiada

Por

Pedro deverá ser operado pelo médico do Atlético-MG e da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar
Pedro deverá ser operado pelo médico do Atlético-MG e da seleção brasileira, Rodrigo Lasmar -

Rio - O pior aconteceu e o Fluminense terá enorme prejuízo com a confirmação de que Pedro precisará ser operado no joelho direito e ficará pelo menos seis meses fora. Em campo, o Tricolor perderá o seu artilheiro, com 19 gols, e grande referência do time. Fora dele, deixará de contar com a principal fonte de dinheiro numa futura venda, o que poderia ser um alento para a grave crise financeira. Para o jogador, resta o drama de ter sido convocado para a Seleção e agora deixar o sonho para 2019.

Fluminense e Pedro tentaram evitar a cirurgia a qualquer custo. Como o procedimento nesse caso precisa de 15 a 20 dias para ser feito, procurou-se o tratamento com fisioterapia antes. Tite também acompanhou. Só que, após exame na semana passada, o departamento médico tricolor viu a necessidade da operação.

Mesmo assim, jogador e seu staff pediram uma segunda opinião, do médico da Seleção e do Atlético-MG, Rodrigo Lasmar. O novo exame foi realizado ontem e confirmou o diagnóstico. A cirurgia deve acontecer na semana que vem e ser feita por Lasmar.

"Houve solicitação do jogador que não se mencionasse (o resultado do exame). Demos satisfação à Seleção. É uma cirurgia que não deve ser feita de imediato para recuperar o arco de movimento e um pouco do tônus muscular para evitar artrofibrose, complicação que atrasa e prejudica muito a recuperação. Hoje o joelho dele está maduro para o procedimento", explicou, por vídeo, o diretor de saúde do Fluminense, Michael Simoni.

SEM REPOSIÇÃO

Sem Pedro, a diretoria do Fluminense não vai atrás de um substituto no mercado. Terá de se contentar com os atacantes do elenco, que até agora não supriram a ausência de seu artilheiro. Somente Luciano marcou desde a lesão.

Além disso, o Tricolor terá de esperar a recuperação de sua promessa para voltar a negociar com o Real Madrid. Recentemente, o Fluminense negou proposta de 20 milhões de euros (R$ 96 milhões) do Monterrey, do México.

"Quando identificamos a chance de perder o Pedro em negociação, o departamento de scout monitorou diversas situações. Trouxemos o Kayke. Então, não há chance de repor de novo. Vamos dar força a ele e, ao voltar a jogar, certamente renderá bem e, teoricamente, poderá despertar novos interesses de outros clubes", afirmou o diretor de futebol, Paulo Angioni.

 

Comentários