Conmebol veta festa da torcida do Fluminense contra o Cuenca

Entidade proibiu fumaça e pó de arroz na arquibancada

Por O Dia

Tricolor joga contra o Nacional-URU nesta quarta-feira
Tricolor joga contra o Nacional-URU nesta quarta-feira -

Rio - Para aproveitar o público de mais de 30 mil torcedores, um grupo de tricolores se mobilizou para fazer uma bela festa no Maracanã nesta quinta-feira, às 19h30, mas viu a Conmebol estragar os planos. Em reunião nesta quarta, a entidade sul-americana vetou o pó de arroz tricolor e o uso de sinalizadores das cores do clube.

Segundo o grupo "Convocação Tricolor", a Conmebol alegou que a fumaça e o pó iriam cobrir o rosto dos torcedores e por isso não poderia ser utilizado. Chegou-se a fazer um teste com os produtos na segunda-feira e, apesar da possibilidade de veto, havia confiança de que fosse aprovado.

Para fazer a festa, o grupo de torcedores organizou um financiamento coletivo para conseguir os mais de R$ 5 mil necessários para a festa. A ideia era utilizar fumaça em verde, branco e grená no setor leste do Maracanã e, pela primeira vez, o pó de arroz colorido no setor sul.

O Fluminense tentou interceder a favor da festa junto à Conmebol, mas não conseguiu. Para tentar compensar, o "Convocação Tricolor" pediu para que os torcedores levem balões com as cores do clube e também papel picado.

Para aproveitar o público de mais de 30 mil torcedores, um grupo de tricolores se mobilizou para fazer uma bela festa no Maracanã nesta quinta-feira, às 19h30, mas viu a Conmebol estragar os planos. Em reunião nesta quarta, a entidade sul-americana vetou o pó de arroz tricolor e o uso de sinalizadores das cores do clube.

Segundo o grupo "Convocação Tricolor", a Conmebol alegou que a fumaça e o pó iriam cobrir o rosto dos torcedores e por isso não poderia ser utilizado. Chegou-se a fazer um teste com os produtos na segunda-feira e, apesar da possibilidade de veto, havia confiança de que fosse aprovado.

Para fazer a festa, o grupo de torcedores organizou um financiamento coletivo para conseguir os mais de R$ 5 mil necessários para a festa. A ideia era utilizar fumaça em verde, branco e grená no setor leste do Maracanã e, pela primeira vez, o pó de arroz colorido no setor sul.

O Fluminense tentou interceder a favor da festa junto à Conmebol, mas não conseguiu. Para tentar compensar, o "Convocação Tricolor" pediu para que os torcedores levem balões com as cores do clube e também papel picado.