Diniz pede bom senso para CT do Fluminense não ser interditado

Treinador mostra preocupação em perder espaço de trabalho

Por O Dia

Técnico Fernando Diniz está preocupado com o CT
Técnico Fernando Diniz está preocupado com o CT -

 Rio - Sem alvará de funcionamento da Prefeitura e o Certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros, o Centro de Treinamento Pedro Antônio, na Barra, foi alvo de uma vistoria na última segunda-feira e acabou autuado por não ter a documentação necessária. Com isso, há a preocupação dentro do Fluminense de que o CT seja interditado. Tanto que, nos últimos dias, a diretoria correu atrás de documentações para tentar regularizar. Na tarde desta quarta-feira, haverá uma coletiva para tratar do assunto, mas, de manhã, Fernando Diniz se mostrou preocupado com a possibilidade.

Para o treinador, o fato de o CT tricolor não ter refeitório nem alojamento deveria ser levado em consideração para que não haja a interdição, e garantiu haver boas condições de trabalho do local. Caso seja interditado, a diretoria tricolor trabalha com a possibilidade de treinar inicialmente nas Laranjeiras, segundo o 'Globoesporte.com'.

"Se a gente perder esse espaço para treinar preocupa e muito. Vamos treinar onde? Com boas condições onde? Espero que isso não aconteça. Vocês estão aqui e observam que não há refeitório e tampouco alojamento. O que temos aqui são os campos e os vestiários. Em termos de segurança para quem está aqui, aparentemente, não temos problema. Espero que haja bom senso. Não vai ser tirando o Fluminense daqui que daremos condições de segurança. Quem está aqui está com boas condições para desenvolver o seu trabalho", afirmou Diniz.

O CT do Fluminense por enquanto segue em obras e a Secretaria Municipal de Urbanismo não constatou irregularidades no projeto que havia sido aprovado para o início dos trabalhos. Já segundo os Bombeiros, o Tricolor está em processo de regularização para obter o certificado de aprovação. Somente após isso pode obter o alvará de funcionamento. 

Comentários