Mais Lidas

Fluminense esbarra em bloqueio chileno e estreia com empate na Sul-Americana

Para avançar, o Tricolor precisará empatar com gols no Chile

Por LUCIANO PAIVA

Fluminense empatou no Rio
Fluminense empatou no Rio -

Rio - Em uma noite de ataque contra defesa no Maracanã, o Fluminense tentou de tudo quanto foi jeito, mas não conseguiu furar o bloqueio do Antofagasta, do Chile, no compromisso de ida da primeira fase da Copa Sul-Americana: 0 a 0. A partida de volta será dia 21 de março, no Estádio Regional de Antofagasta, e o time das Laranjeiras avança com qualquer vitória ou empate com gols. Outra igualdade e a vaga será decidida nas penalidades.

Com 77% posse de bola — estatística fornecida pelo site DAZN —, característica marcante dos times comandados pelo técnico Fernando Diniz, o Fluminense teve muita dificuldade para encontrar brechas na defesa dos chilenos, que se armaram com duas linhas muito próximas entre defesa e ataque para surpreender. Não deu certo.

Sem ninguém para se preocupar pela direita, o lateral Gilberto foi a melhor válvula de escape tricolor. Mas a primeira oportunidade clara, aos 26 minutos, saiu de um chute de fora da área do atacante Luciano. O goleiro Hurtado, terceira opção para a posição, colocou para escanteio. Daí em diante o Flu acordou de uma vez.

Aos 35, o zagueiro Matheus Ferraz, de cabeça, obrigou Hurtado a fazer uma defesa complicada. Depois, aos 39, também pelo alto, Gilberto carimbou a trave esquerda do Atonfagasta. Cinco minutos depois, outra vez em uma cabeçada, Yone Gonzalez deu trabalho ao camisa 1 chileno.

A etapa complementar iniciou da mesma maneira que a primeira. Aos dois, Yone Gonzalez pegou a sobra de um chute de fora da área, bateu rasteiro, mas o goleiro Hurtado salvou de maneira inacreditável. Daí em diante, mesmo com todo o domínio territorial e chances criadas, o Time de Guerreiros não encontrou o caminho do gol e decepcionou a galera no Maraca. Ficou para o Chile.

 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários