Yony Andrés González  - LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Yony Andrés González LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Por ESTADÃO CONTEÚDO

Rio - Contratado para esta temporada, Yony González surpreendeu em suas primeiras partidas pelo Fluminense. Além da velocidade esperada, mostrou faro de artilheiro e marcou quatro vezes nas primeiras quatro partidas, mas parou por aí. Agora, já são seis jogos sem balançar a rede, o que o colombiano garantiu não o incomodar.

"Para mim, fazer gol sempre vai ser muito importante, mas me sinto feliz porque estou jogando e ajudando a equipe com assistências, mesmo quando não consigo fazer o gol. Sigo trabalhando e tentarei sempre dar o meu melhor", declarou nesta quinta-feira.

Sob o comando de Fernando Diniz, González passou a exercer uma função à qual está pouco acostumado, mais centralizado no comando de ataque. Isto deve mudar quando Pedro, destaque da equipe em 2018, voltar da grave lesão sofrida na reta final do último Brasileirão.

"Pedro é um grande jogador, um grande centroavante. Agora estou jogando de centroavante, mas não é minha posição habitual, no Junior Barranquilla jogava mais pelas pontas. Com a volta do Pedro, o professor vai ver quem ele vai colocar, mas quem melhora é o time. Vou continuar trabalhando e espero que o Pedro volte logo, pois é um jogador que a equipe precisa muito", comentou o colombiano.

Outro nome do elenco bastante exaltado por Yony González foi Paulo Henrique Ganso, que volta ao time diante do Resende, nesta sexta-feira, pela Taça Rio. "Ganso é um grande jogador, tem muitas qualidades e vai melhorar com o decorrer do tempo. Tem muita técnica, visão de jogo e é muito bom ter um jogador com a qualidade dele. A qualquer momento, pode fazer uma jogada diferenciada."

Você pode gostar
Comentários