No Fluminense, dupla de zaga entrosada para garantir a vaga

Com Nino e Matheus Ferraz, Tricolor pega o Santa Cruz podendo perder por até um gol para se classificar na Copa do Brasil

Por HUGO PERRUSO

O zagueiro pernambucano Nino (e) ao lado de Matheus Ferraz: dupla já está entrosada no Tricolor
O zagueiro pernambucano Nino (e) ao lado de Matheus Ferraz: dupla já está entrosada no Tricolor -

A vantagem construída pelo Fluminense com a vitória por 2 a 0 sobre o Santa Cruz na partida de ida da quarta fase da Copa do Brasil é considerável. Ainda mais porque o time de Fernando Diniz não perdeu por dois gols de diferença nesta temporada. Como pode sair derrotado por até um gol que se classifica para as oitavas de final, o Tricolor só precisará manter o bom desempenho da defesa nesta quinta-feira, às 21h30, no Arruda. E conta com uma dupla entrosada para a missão.

Titular desde o início do ano, Matheus Ferraz ganhou a companhia de Nino nas últimas quatro partidas. E a nova parceria funcionou muito bem. Desde que os dois começaram a formar a zaga, o Fluminense levou apenas um gol, no empate em 1 a 1 com o Flamengo, pela semifinal do Carioca. Nos outros três confrontos, o time não foi vazado: Luverdense (0 a 0 e 2 a 0) e Santa Cruz (2 a 0).

Emprestado pelo Criciúma, Nino, de 21 anos, chegou ao Fluminense no fim de fevereiro e estreou com os reservas na derrota por 3 a 2 no Fla-Flu. Apesar dos três gols sofridos, agradou o técnico Fernando Diniz e ganhou uma oportunidade com a sequência de lesões de Digão, Léo Santos e Paulo Ricardo. E se acertou ao lado de Matheus Ferraz.

"Nino foi muito bem avaliado, tem potencial e por isso foi contratado. E tem correspondido, com estilo que se adapta ao estilo que quero. Ele tem bom passe e personalidade", elogiou Fernando Diniz.

Mesmo com a vantagem de dois gols e bem protegido pela zaga, o Fluminense não pretende abrir mão de suas características ofensivas. Por isso, o substituto de Ganso, com lesão na coxa esquerda, deve ser o meia Léo Arthur.

Comentários