Diniz esconde o jogo para o Fluminense voltar a vencer no Brasileirão

Após quatro tropeços, técnico adota treinos fechados e faz mistério sobre a escalação antes de enfrentar o Ceará

Por O Dia

Fernando Diniz estuda a melhor tática para o Fluminense bater o Ceará, no Maracanã
Fernando Diniz estuda a melhor tática para o Fluminense bater o Ceará, no Maracanã -
Após treinos com portões fechados quinta e sexta-feira, 'tática' que irá ser repetida hoje, a torcida do Fluminense espera que o técnico Fernando Diniz tenha encontrado a fórmula ideal para fazer o time voltar a vencer no Campeonato Brasileiro — a última vez foi no dia 18 de maio, nos 4 a 1 sobre o Cruzeiro, no Maracanã. Desde então, foram dois empates e duas derrotas até a paralisação da competição para a Copa América.

A ideia é que o período sem partidas oficiais tenha servido para o grupo recarregar as baterias para poder triunfar contra o Ceará, segunda-feira, novamente no Maracanã. Se a escalação não chega a ser um segredo de estado, já que João Pedro e Pedro devem formar a dupla de ataque, com Luciano, que pode ser negociado, fora da equipe titular, a escolha de Diniz por esconder o jogo é vista como intenção de não dar armas ao perigoso adversário, em 13º lugar na tabela de classificação.

Na 16ª posição e fora da zona de rebaixamento apenas por ter um saldo de gols melhor do que o Chapecoense e Cruzeiro, o Tricolor precisa usar todas as armas para se recuperar na competição. Para isso, contará com o retorno ao time de Gilberto, Digão e Yony González, livres de lesão. Mas não terá Allan, que, suspenso, dará lugar a Yuri.

O que o torcedor espera é uma equipe com mais poder de fogo, após as duas vitórias sobre a Portuguesa-RJ (2 a 1 e 3 a 1) e o triunfo sobre o Grêmio Osasco (3 a 1), em jogos-treino durante a parada do Brasileiro para a disputa da Copa América. Como fez muitos testes entre os 11 titulares, escalando Marcos Paulo e Guilherme, por exemplo, não está descartada uma equipe com novidades na segunda-feira. Por enquanto, o único que sabe quem irá a campo é o misterioso técnico Fernando Diniz.

Nenê mais perto das Laranjeiras

O acerto de Nenê com o Fluminense é questão de tempo. O meia, de 37 anos, rescindiu amigavelmente seu contrato com o São Paulo, ontem à tarde, e está livre para assinar com o Tricolor até dezembro de 2020, após fazer exames médicos.

A vinda de Nenê agrada ao técnico Fernando Diniz, defensor da contratação, que será a segunda do presidente Mário Bittencourt e do vice Celso Barros desde que foram eleitos para comandar o clube. A primeira aquisição foi o goleiro Muriel.

Comentários