Fundamental no Fluminense, Caio Henrique se reapresenta após seleção olímpica

Lateral volta ao Tricolor para ajudar na reta final, na luta contra o rebaixamento

Por O Dia

Caio voltou a treinar com o elenco
Caio voltou a treinar com o elenco -
Rio - Uma das surpresas mais positivas do Fluminense em 2019, o lateral-esquerdo Caio Henrique voltou ontem a treinar com o elenco no CT da Barra da Tijuca. Ele se reapresentou após disputar o Torneio de Tenerife, na Espanha, pela seleção brasileira olímpica (sub-23).
Caio Henrique atuou em impressionantes 60 jogos na temporada. O Fluminense fez, ao todo, 64. O camisa 19 ficou fora do empate contra o Atlético-MG (1 a 1), sábado, no Maracanã. Sem ele, o técnico Marcão pôs em campo Orinho. Mas o lateral-esquerdo reserva saiu ainda aos 25 minutos do primeiro tempo, após se machucar - foi substituído por Igor Julião.
Gilberto evita confronto com torcedores
Na coletiva de imprensa realizada ontem, no CT da Barra, Gilberto desabafou. O lateral-direito tem sido o maior alvo das críticas da torcida, e disse que apesar de ser "um cara de pavio curto, explosivo", tem se controlado. "Não tinha vivido um momento assim de o torcedor estar pegando tão firme no meu pé como foi dessa vez. Eu tive que ouvir e ficar calado muitas vezes, passando ali no corredor, com torcedor bem pertinho falando coisas ruins, com minha família do lado. Sou um cara de pavio curto, explosivo, e me controlei bastante porque eu sei que o torcedor está na razão dele", comentou.
"Ano passado fiz um ótimo ano e a torcida me abraçou. E eles querem o Gilberto do ano passado. Entendo isso. Trabalho bastante minha cabeça para entrar em campo e dar meu melhor. Eles podem ter certeza que estou me doando ao máximo, trabalhando forte, trabalhando duro. O que puder fazer eu estou fazendo para poder ajudar o clube", completou Gilberto