Evanilson tem início melhor do que Fred no Fluzão

Com seis gols nos profissionais, jovem atacante é esperança hoje contra o Botafogo-PB, pela Copa do Brasil

Por HUGO PERRUSO

Evanilson no treino do Fluminense
Evanilson no treino do Fluminense -

Enquanto o retorno de Fred continua uma novela sem data para acabar, Evanilson tem conquistado os torcedores com gols. Vice-artilheiro do Fluminense, o jovem de 20 anos, que balançou as redes quatro vezes, três a menos que Nenê, tem início melhor do que o de outros atacantes, e é uma das esperanças de hoje por uma vitória sobre o Botafogo-PB, no Maracanã, para garantir a classificação à terceira fase da Copa do Brasil. Em caso de empate, a disputa será nos pênaltis.

Fora dos primeiros jogos por lesão muscular, Evanilson atuou em seis partidas em 2020 e chegou a 10 como profissional do Fluminense. E fez seis gols, uma marca superior à do próprio Fred, que balançou a rede cinco vezes no seu início no clube, em 2009, e outros centroavantes que fizeram sucesso recente, casos de Henrique Dourado e Pedro (ambos duas).

O desempenho de Evanilson só não é melhor do que o de João Pedro. A outra joia de Xerém teve início meteórico, marcando sete gols nos 10 primeiros jogos. Depois, o atacante, que foi para o Watford, amargou longo jejum. A esperança da torcida é que desta vez isso não se repita.

"É maravilhoso um começo de temporada assim. As bolas estão entrando e minha meta é continuar, fazer gols e não ficar muito tempo sem marcar. Estou muito feliz por tudo o que tem acontecido até agora", celebrou Evanilson.

Titular absoluto, o atacante convive com a sombra da possível chegada de Fred. Sem o ídolo resolver sua situação com o Cruzeiro, Evanilson tenta aproveitar o espaço para se firmar de vez: "Se ele vier, melhor ainda. É um grande ídolo do clube, da Seleção, será muito bem-vindo. Eu vou continuar fazendo meu trabalho".

Léo Moura do outro lado

Para a partida, o Fluminense terá de volta Nenê, Gilberto, Henrique, poupados contra o Madureira, e Ganso, recuperado de dores no joelho direito. O volante pode perder a vaga para Hudson. Do outro lado, o Botafogo-PB contará com o experiente Léo Moura, de 41 anos e com passagem pelos quatro grandes do Rio.

Comentários