Odair Hellmann - Mailson Santana/Fluminense F.C.
Odair HellmannMailson Santana/Fluminense F.C.
Por O Dia
Rio - O presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, concedeu entrevista coletiva nesta sexta-feira para explicar algumas situações. Alvo de criticas de parte da torcida, Odair Hellmann não deve deixar o cargo tão cedo, segundo o mandatário. De acordo com Mário, o técnico vai permanecer no clube mesmo se o time for eliminado na Copa do Brasil. Na última terça-feira, pelo torneio nacional, o Tricolor foi derrotado pelo Figueirense por 1 a 0, no Orlando Scarpelli.

"Não existe a menor hipótese de o Odair sair. Mesmo que a gente não passe dessa fase da Copa do Brasil, ele segue como treinador. Ou a gente muda as atitudes ou o futebol brasileiro caminha para o fim. Cortar a cabeça de um, achando que está tudo errado, eu não vou fazer. No jogo contra o Figueirense puderíamos ter ido melhor. Fizemos um jogo muito ruim e todos aqui dentro sabem disso. Mas temos que começar a comparar os clubes com folhas salariais de jogadores de mesmo tamanho, condições de disputa", disse Mário, que complementou:

"Porque a confiança no trabalho do Odair e por que a escolha nele? Se deu porque olhando o trabalho que fez, saindo de uma Série B com o Internacional, entregando o Inter na Libertadores, ele ficar quase 24 meses em um clube da grandeza do Internacional, significa que ele precisa de um longo prazo de trabalho. Não existe a menor hipótese de ele ser demitido, independentemente do que acontecer na quinta. Não posso demitir um treinador a cada três meses. Vou gerar a cada demissão dessa, uma rescisão para o clube pagar", encerrou o presidente.