Dirigente do São Paulo diz estar decepcionado com atitudes de ex-Fluminense

Gerente de futebol do clube revela que atacante não está mais no grupo

Por O Dia

Calazans jogou 11 partidas pelo Fluminense em 2019
Calazans jogou 11 partidas pelo Fluminense em 2019 -
Rio - Alexandre Pássaro, gerente de futebol do São Paulo, revelou ao programa Bola da Vez, da ESPN Brasil, seu descontentamento com as atitudes de  Marquinhos Calazans, atacante de 23, ex-Fluminense, que chegou ao clube paulista em maio de 2019. 
Pássaro conta que o jogador foi um pedido de Cuca, ex-treinador do clube. "Foi um jogador pedido pelo Cuca, mas também aprovado por nós. A gente se decepcionou muito com a postura tanto dentro quanto fora de campo. Isso foi comunicado para ele, por isso não tenho problema nenhum de falar aqui. Nós falamos com várias referências, com treinadores, com o próprio Fernando Diniz, que estava no Fluminense na época. Não sei se houve uma mudança de comportamento, alguma coisa assim.", disse.
Umas das tentativas do São Paulo foi rescindir o contrato com o atacante que vai até junho de 2022, no entanto não houve acordo entre as partes. Desta forma, o clube colocou o atleta para treinar à parte do elenco principal.
"A gente não estava satisfeito, inclusive algumas posturas com torcedor, uma questão de falta de respeito que a gente não tolera. Torcedor é nosso maior bem. O Calazans não está no grupo, mas faz parte dos ativos do São Paulo. Ele tem treinado, em algum momento não sei se vamos criar um sub-23, vamos encontrar um melhor caminho para ele", completou.

Comentários