Em ótima fase, Nenê comandou a vitória no Clássico Vovô e, de quebra, entrou na disputa pela artilharia do Carioca - Gilvan de Souza
Em ótima fase, Nenê comandou a vitória no Clássico Vovô e, de quebra, entrou na disputa pela artilharia do CariocaGilvan de Souza
Por O Dia
Rio - Com bom início de temporada até aqui pelo Fluminense, o meio-campista Nenê abriu o jogo sobre a possível aposentadoria. Em entrevista ao 'Esporte Interativo', o jogador de 38 anos afirmou que 'falta pouco' para pendurar as chuteiras, mas afirmou que ainda pensa em ultrapassar a marca de Zé Roberto, que atuou até os 43 anos.

"Eu gosto desses desafio, de me desafiar. Já tenho na cabeça de jogar até os 40. Faço 39 em julho. Falta pouco. De repente passar o Zé Roberto, já falei para ele. Ele é um exemplo para nós jogadores. Se mantiver o foco, se cuidar, podemos fazer isso", comentou o atleta que já balançou as redes nove vezes em 13 partidas em 2020.

Com passagem pelas categorias de base de Corinthians e Bahia, Nenê apareceu para o futebol defendendo Palmeiras e Santos, no início do século. Na Espanha, o meia atuou por Alavés, Mallorca, Celta de Vigo e Espanyol. Na França, Nenê jogou por PSG e Monaco. O veterano também soma passagem Al-Gharafa-QAT, West Ham-ING, Vasco e São Paulo.