Mesmo com aluguel de graça, Fluminense tem prejuízo de quase R$ 130 mil na volta do Carioca

Equipe foi derrotada no último domingo por 3 a 0 contra o Volta Redonda, no Nilton Santos

Por Lance

Fred teve atuação muito apagada e foi substituído no intervalo
Fred teve atuação muito apagada e foi substituído no intervalo -
Rio - A derrota por 3 a 0 para o Volta Redonda deixou um gosto amargo para o Fluminense também nos cofres. O primeiro jogo do Tricolor após a paralisação do Campeonato Carioca rendeu um prejuízo de R$ 129.816,58 ao Flu no último domingo, em partida realizada no Estádio Nilton Santos.

Houve uma queda significativa em despesas normais. A Taxa da Ferj e o aluguel do estádio, por exemplo, saíram de graça. Também não há qualquer gasto relacionado a bilheteria ou confecção de ingressos, já que não teve público. No entanto, o que pesou foram os custos operacionais do jogo, contas de consumo e as despesas pelos exames obrigatórios de COVID-19, estes no valor de R$ 9.660,00.

Jogar no Nilton Santos, inclusive, deu um alívio ao Flu nos gastos. O clube das Laranjeiras fez um acordo com o Botafogo para a cessão do estádio de graça, já que não queria mandar a partida no Maracanã por conta do hospital de campanha instalado no local. A partida do Flamengo contra o Bangu no local, na reabertura do Carioca, teve um aluguel de R$ 30 mil e um saldo negativo de cerca de R$ 152 mil.

A título de comparação, o clássico contra o Vasco, o último antes da paralisação também de portões fechados, gerou um custo de R$ 235.589,42. Naquela ocasião, o Fluminense arcou com R$ 207.966,28 das despesas pois quis manter o jogo no Maracanã.

Comentários