Zagueiro do Fluminense recorda susto durante voo em 2012: 'Pensei: campeão brasileiro e vamos morrer'

Delegação tricolor teve problemas para pousar no Rio após a conquista

Por O Dia

Digão
Digão -
Rio - Campeão brasileiro pelo Fluminense em 2012, o zagueiro Digão revelou que a equipe passou por apuros ao voltar para o Rio de Janeiro após conquistar o título em uma vitória sobre o Palmeiras, por 3 a 2, em Presidente Prudente. Segundo ele, o avião que trazia a equipe tricolor teve problemas para pousar.
"A ida foi super tranquila em voo fretado. A volta com título, farra, aquele clima legal, tomando um negocinho. Para pousar no Rio, a aeromoça se sentou do meu lado. Eu, o avião balança um pouquinho e eu já começo a suar. Quando ela sentou eu perguntei se estava bem… e ela séria. Todo mundo sem camisa, uma zoeira total. Perguntei de novo se estava tudo bem e ela disse que não. Depois o piloto anunciou que olhou no painel e disse que não sabia se o trem de pouso tinha descido e que faríamos um pouso forçado. Pensei: campeão brasileiro e vamos morrer. Deu umas três voltas no Galeão para queimar combustível. Todo mundo em posição de impacto. Aí começou… todo mundo rezando… Quando pousou, o trem de pouso estava lá, foi tranquilo. Era um avião antigo e não dava para ver se estava lá. Quando olhamos pela janela, já tinha carro de bombeiro esperando o avião pegar fogo. Foi muito tenso. Naquele momento não tinha ateu, gente rezando, orando, foi muito louco", disse o defensor ao Esporte Interativo.
 

Comentários