Fluminense - Daniel Castelo Branco
FluminenseDaniel Castelo Branco
Por ESTADÃO CONTEÚDO
Rio - Sonhando em retomar as boas campanhas do fim da década passada e do início da atual, quando foi campeão em 2010 e 2012, o Fluminense espera repetir no Brasileirão as boas atuações exibidas nas partidas decisivas da Taça Rio, o segundo turno do Campeonato Carioca. Na final, empatou com o Flamengo e levou a melhor nas penalidades.
LEIA MAIS: Confira mais informações do Fluminense

O desempenho foi ainda melhor no primeiro jogo da decisão do Estadual, quando foi superior ao rival, apesar da derrota por 2 a 1. Mesmo sem o título, a torcida pôde vislumbrar dias melhores para o time neste Brasileirão.

Se não tem mais Pedro, destaque do Brasileirão de 2018, o Fluminense aposta suas fichas no jovem Evanilson, de 20 anos. Cria de Xerém, mas com os direitos ligados ao Tombense-MG, o atacante já tem números superiores ao antecessor. São nove gols em 21 jogos, contra apenas quatro de Pedro no mesmo número de partidas em sua trajetória inicial pelo time tricolor.

TIME-BASE - Muriel; Gilberto, Nino, Digão e Egídio; Yuri, Dodi e Michel Araújo; Nenê, Marcos Paulo e Evanilson (Wellington Silva) Técnico: Odair Hellmann.