O presidente Mário Bittencourt - LUCAS MERÇON/ FLUMINENSE
O presidente Mário BittencourtLUCAS MERÇON/ FLUMINENSE
Por O Dia
Rio - O Governo do Rio de Janeiro conseguiu, nesta quinta-feira, a liberação para volta do público aos estádios de futebol. Contudo, a decisão, que ainda gera polêmica, precisa do aval da CBF para ser implementada. Em entrevista ao portal 'Globoesporte.com', o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt comentou a decisão.
Publicidade

"Nossa posição é de aguardar a proposição da CBF, debater e decidir em colegiado. Este é um tema de todos e não só do Fluminense, motivo pelo qual vamos debater com os coirmãos e avaliar a percepção de todos", comentou o mandatário do Tricolor. Há três meses, Mário disse que só colocaria os tricolores no estádio quando outros clubes também o fizessem.

"Não vamos reabrir o estádio. Mesmo que o decreto libere. Se entrarmos no Brasileiro e todos estiverem com o portão fechado, não acho justo que o Rio de Janeiro tenha portões abertos. Não queremos causar desequilíbrio na competição", afirmou Bittencourt, em junho.