Ginástica feminina do Brasil termina em oitavo lugar na classificação geral

Resultado foi o mesmo conseguido pelas atletas em Pequim

Por pedro.logato

Rio - Na segunda vez em que a ginástica artística feminina se apresentou em uma final olímpica, as meninas deram o máximo mas o nervosismo atrapalhou o quinteto que não conseguiu melhorar a performance dos Jogos de Pequim-2008 e terminou novamente em oitavo lugar com 172.087 pontos. Sobrou nervosismo e faltou experiência. Causas das quedas de Jade Barbosa na trave e Rebeca Andrade no solo, o que sepultaram as chances de o Brasil beliscar o pódio. Muito superiores os Estados Unidos levaram o ouro com 184.897, a Rússia ficou com a prata, 176.688, e a China com o Bronze, 176.003

LEIA MAIS: Notícias, programação e quadro de medalhas da Olimpíada do Rio

A seleção começou com uma apresentação segura de Daniele Hypólito na trave. Na sequência Jade Barbosa errou na entrada e caiu, perdendo muitos pontos. Em outro momento,se desequilibrou e por pouco não sofreu nova. No final, muito tensa recebeu a nota 13.033. Na sequência Flavia Saraiva arrasou em sua série. Com muitas acrobacias e demonstrando segurança, ela ganhou o público, mas não os juízes que lhe deram apenas 14.833. Nota que deixou a torcida indignada. Vaias ecoaram pelo estádio. No fim da primeira rotação, as meninas ficaram em sétimo com 41.999, atrás apenas da Holanda.

Atletas brasileiras e norte-americanas posam para fotoMarcio Fernandes / Estadão / NOPP

No segundo rodízio, o solo, Jade fez uma apresentação muito técnica e segura, encantando o público. Mais relaxada, após a queda, ela se soltou e foi muito aplaudida. Já Rebeca usou e abusou da sensualidade no ritmo de Beyoncé. Vinha muito bem até cair na finalização da série. Um pecado que derrubou a sua nota. Um decepcionante 12.966. Já Flavinha fez a melhor apresentação no solo, reunindo delicadeza e arrojo nas inúmeras acrobacias A nota foi 14.500.

O salto,terceira rotação, foi o aparelho que as meninas conseguiram as melhores notas. Lorrane 14.566, Jade 14.933 e Rebeca com um 15.400, apesar da saida invertida. Um pontuação que deixou o Brasil com 128.630 pontos bem longe das americanas que comandavam o espetáculo com a estrela Simone Biles, candidta a cinco medalhas de ouro na ginástica.

Na última série, nas barras assimétricas, as meninas demonstraram segurança. Tanto com Lorrane Santos como com Jade Barbosa que ousou e fechou bem a sua participação. Mais relaxada no final, ela finalmente sorriu. Rebeca completou bem a série com a nota 14.900. Assim o Brasil chegou a pontuação final de 172.087 bem abaixo do esperado.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia