Resumo do dia: Brasil vence a Espanha de forma heroica; Vôlei ganha mais uma

Com tapinha no fim da partida, Marquinhos garante triunfo histórico no basquete e mantém chance de classificação no masculino, enquanto feminino perdeu pela terceira vez

Por edsel.britto

Rio - Com um tapinha faltando 5s para o fim, Marquinhos fez a Arena Carioca 2 vir abaixo nesta terça-feira para garantir a vitória do Brasil sobre a Espanha por 66 a 65. Após a derrota na estreia para a Lituânia, a seleção se superou e conseguiu bater o fortíssimo time espanhol para manter o sonho da classificação. Já o basquete feminino perdeu a terceira e está praticamente eliminada. No tênis, Thomaz Belluci garantiu sua vaga nas oitavas de final após jogo emocionante, enquanto Bruno Soares e Marcelo Melo foram eliminados nas duplas. No judô, Vitor Penalber ficou nas oitavas e Mariana Silva chegou a disputar a medalha de bronze, mas acabou perdendo.

GALERIA: Confira as imagens da terça-feira (9) da Olimpíada

No handebol, os homens acabram derrotados pela Eslovênia. Na ginástica por equipes, as meninas do Brasil ficaram em 8º lugar, repetindo a colocação de Pequim-2008. No vôlei de praia, Larrisa e Talita voltaram a vencer, enquanto Pedro e Evandro perderam mais uma e estão ameaçados. No futebol, Marta e cia. ficaram no empate com a África do Sul mas garantiraram o primeiro lugar do grupo e vão enfrentar a Austrália nas oitavas. 

Tapinha decisivo

Após as fortes emoções causadas por Rafaela Silva na Arena Carioca 3 ao ganhar a medalha de ouro na segunda-feira, desta vez foi a Arena 2 que veio abaixo graças a um tapinha de Marquinhos. Faltando 5s para o fim da partida, o ala do Flamengo apareceu para empurrar a bola para a cesta e garantir a vitória do Brasil por 66 a 65 contra a Espanha. A vitória mantém a esperança de classificação do Brasil. A Seleção volta a jogar nesta quinta-feira, contra a Croácia, às 14h15.

Marquinhos foi decisivo e garantiu a vitória do Brasil sobre a EspanhaAndre Mourão/ O DIA / NOPP

Feminino perde a terceira e está praticamente fora

Diferentemente dos homens, as brasileiras vão de mal a pior. Após chegar a estar 18 pontos a frente no placar, a seleção sucumbiu diante da Bielorrúsia e acabou derrotada por 65 a 63. Com a terceira derrota seguida na Olimpíada, a equipe está praticamente eliminada e depende de um milagre para avançar de fase. O Brasil encara a França na próxima quinta-feira. A partida acontece às 15h30.

Brasil foi derrotado e está praticamente eliminadoJúlio César Guimarães / Uol / NOPP

Brasil fica no 0 a 0 e passa em primeiro

Com Marta começando no banco e entrando no segundo tempo, o Brasil não saiu do 0 a 0 com a África do Sul em Manaus, mas conseguiu passar em primeiro lugar no seu grupo. Na próxima sexta-feira, as brasileiras enfrentam a Austrália, às 22h, pelas quartas de final.

Vôlei masculino vence mais uma no Maracanãzinho

Sem contar com Lucão desde o início por questões físicas, o Brasil começou mal contra o Canadá, inclusive perdendo primeiro set, mas contando com o central a partir da segunda parcial, a equipe de Bernardinho se recuperou na partida e garantiu a segunda vitória na Olimpíada. Na quinta-feira, a Seleção volta as quadras e encara os Estados Unidos, às 22h35.

O Brasil venceu o Canadá de virada e se mantém 100% na OlimpíadaAdriano Vizoni / Folhapress / NOPP

Handebol masculino perde a primeira

Após a boa estreia com vitória inédita sobre a Polônia, o handebol masculino voltou à quadra mas desta vez com atuação ruim, acabou sendo derrotado pela Eslovênia por 31 a 28. Agora os brasileiros, enfrentam a Alemanha na próxima quinta-feira, às 16:40, na Arena do Futuro.

Brasil foi derrotado no handebolAlexandre Cassiano / O Globo / NOPP

Belluci avança e dupla decepciona

Após cair nas duplas na segunda-feira, Thomaz Belluci se manteve vivo na briga por uma medalha no simples. Em jogo emocionante, o brasileiro conseguiu vencer o uruguaio Pablo Cuevas por 2 sets a 1 e garantiu uma vaga nas oitavas de final. Já a dupla Bruno Soares e Marcelo Melo não tiveram o mesmo sucesso e acabaram parando nas quartas após perder por 2 a 1 para os romenos.

Belluci venceu e avançou para as oitavas de final do individualAlexandre Cassiano / O Globo / NOPP

Mariana Silva fica perto e Penalber cai cedo

Motivados pela medalha de Rafaela Silva, Mariana Silva e Vitor Penalber representaram o Brasil no judô nesta terça-feira. A primeira foi quem conseguiu chegar mais longe e esteve bem perto do bronze, mas acabou sendo derrotada na disputa da medalha. Já o segundo caiu ainda nas oitavas e esteve bem longe do sonho do pódio.

Mariana Silva perde com uma imobilização da eslovenaDanilo Verpa/Folha de S.Paulo/NOPP

Ginástica repete Pequim e fica em oitavo

Presente em mais uma final olímpica, as meinas da ginástica artística deram o seu máximo e conseguiram repetir o resultado histórico com a oitava colocação, assim como em Pequim-2008. Favoritas ao ouro, as americanas não decepcionaram principalmente pela apresentação mágica e encatadora de Simone Biles, que garantiu mais um lugar no alto do pódio para os americanos.

Atletas brasileiras e norte-americanas posam para fotoMarcio Fernandes / Estadão / NOPP

Uma vitória e uma derrota na praia

Assim como na estreia, Larissa e Talita e não decepcionaram nas areias de Copacabana. A dupla derrotou as americanas Fendrick e Sweat. Já Pedro e Evandro não conseguiram se recuperar da derrota na primeira partida e voltaram a perder, desta vez para dupla canadense Schalk e Saxton. Em situação delicada, os dois precisam de uma combinação de resultados para avançar. 

Dupla do Brasil foi derrotada de novoEfe

Serena Williams se junta a Djokovic e vira turista no Rio

A Rio-2016 definitavamente não foi a Olimpíada para os dois números 1 do mundo no tênis. Após Djokovic cair no simples e nas duplas, foi a vez de Serena Williams se juntar ao sérvio e tornar-se turista na Cidade Mravilhosa. A americana acabou sendo surpreendida pela ucraniana Elina Svitolina número 20, por 2 a 0 (6/4 e 6/3) e está fora da disputa individual.

Serena se irrita com erro%3A americana foi eliminada por zebra ucranianaEfe

Phelps amplia marca histórica nas piscinas

Maior medalhista olímpico, Michael Phelps não enjoa de subir no alto do pódio. Nesta terça-feira, o mito das piscinas voltou a garantir mais um pódio ao ficar em primeiro na prova dos 200 borboleta e no revezamento 4x200 livres, alcançado as 20ª e a 21ª medalhas de ouro da carreira. Único brasileiro a cair nas águas da piscina à noite, Marcelo Chierighini fez bonito e garantiu vaga na final dos 100m livre, com o oitavo melhor tempo.

Michael Phelps conquistou a 20º medalha de ouro na Olimpíada na prova dos 200m borboletaAntonio Milena / Veja / NOPP'



Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia