Meme com Bolt feito por apresentadora divide opiniões sobre racismo

Na foto do corredor sorrindo na linha de chegada de prova, foi acrescentada figura de Ellen Degeneres em suas costas

Por clarissa.sardenberg

Rio - Uma montagem envolvendo o atleta Usain Bolt publicada no Twitter pela apresentadora Ellen Degeneres nesta terça-feira está dando o que falar. Na foto do corredor sorrindo na linha de chegada da prova dos 100 metros da Rio 2016, foi acrescentada a figura da americana em suas costas. De acordo com alguns internautas, o conteúdo é racista, já outros dizem que ela apenas queria uma "carona do homem mais rápido do mundo".

Ellen Degeneres foi acusada de racismo por conta de montagem com Bolt Reprodução Twitter

"É assim que vou correr daqui por diante", escreveu Ellen. O que era para ser uma brincadeira provocou polêmica, pois alguns internautas começaram a publicar imagens da época dos escravos no sul dos Estados Unidos servindo de assento para "senhores" brancos.

O meme foi amplamente retuitado. O próprio Bolt foi uma das pessoas que a compartilhou em sua conta oficial no microblog.

"Sou muito ciente do racismo que existe no nosso país. Isso é a coisa mais distante do que eu sou", publicou Ellen na rede social depois da polêmica.

"No começo não tinha entendido o racismo no caso caso Ellen até ver essas fotos" publicou uma usuária no Twitter. Em resposta a ela, alguns começaram a dizer que ela "estava procurando racismo" na montagem. 

"Ela estava só brincando com a própria preguiça e parabenizando Bolt pela sua incrível performance. Não foi racista. Pense a respeito", comentou um homem. 

Essa não é a primeira vez que a apresentadora é acusada de racismo. Em uma colaboração com a loja Gap, em uma linha de roupas infantil, Ellen foi criticada pela propaganda da parceria mostrar uma criança branca com o braço apoiado na cabeça de uma criança negra mais baixa do que ela.

Em controvérsia, Ellen é uma das grandes vozes a favor da diversidade. "Sempre me impressionou que demorou tanto tempo para que nós entendêssemos que devemos todos ser representados nos filmes e na TV. Existe um planeta cheio de pessoas diferentes que não são heterossexuais brancos. Existem pessoas negras, gordas, pessoas que não são absolutamente perfeitas."

Ellen Degeneres foi acusada de racismo por anúncio da Gap mostrar criança branca com braço apoiado em negra Divulgação
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia