União e otimismo no Vasco rumo à virada no Brasileirão

Pertinho do Z-4, time busca a reabilitação contra o Vitória e Valentim decreta guerra na luta contra mais um rebaixamento

Por O Dia

Alberto Valentim ainda não venceu desde que chegou ao Vasco, mas põe fé no futuro do time no Brasileiro
Alberto Valentim ainda não venceu desde que chegou ao Vasco, mas põe fé no futuro do time no Brasileiro -

Rio - Três derrotas seguidas, a terceira pior defesa do Brasileiro e o incomodo 16º lugar, um ponto à frente do Sport, que abre o Z-4. Em situação que beira o desespero, o Vasco precisa reagir com urgência se não quiser reviver o pesadelo de novo rebaixamento, o quarto na história do clube (os outros foram em 2008, 2013 e 2015). A começar pelo confronto direto com o Vitória, no Barradão, no qual, mesmo fora de casa, o time precisa da reabilitação para respirar.

A tática para somar três pontos, segundo Yago Pikachu, está na união do grupo. "A gente tem que estar forte psicologicamente. Estamos num momento difícil e temos nos cobrado. É vencer ou vencer o Vitória para sair dessa situação. É difícil trabalhar com tanta pressão, mas estamos em um time grande. A solução está no vestiário. A gente tem que se unir para sair dessa situação", disse.

Apesar do momento difícil, o técnico Alberto Valentim, que ainda não venceu desde que assumiu o time, há duas rodadas, mantém o otimismo em uma virada. E pede que jogadores e torcedores esqueçam o passado recente de quedas para a Série B. "Faltam muitos jogos. Não podemos colocar o peso de anos anteriores em que o Vasco caiu. Vamos nos abraçar de uma forma que vocês não têm ideia. Vamos para a guerra neste campeonato. Estamos tristes. Mas vamos recuperar", garantiu, otimista.

Até o jogo a menos que o Vasco tem em relação à maioria dos demais adversários dia 27, contra o Santos, no Pacaembu, pela terceira rodada é usado como arma para minimizar o risco de queda. "É fundamental manter a tranquilidade e acreditar no trabalho. Estamos com um jogo a menos e podemos pular para o meio da tabela. A distância entre o nono colocado e o Vasco faz diferença. O Valentim começou o agora. Temos jogadores importantes que estão se recuperando e voltam em breve. É acreditar no trabalho", disse o presidente, Alexandre Campello.

Comentários