Vídeo: presidente do Vasco discute ao vivo com ex-aliado durante programa esportivo

Saia justa entre Alexandre Campello e Julio Brant aconteceu durante o programa 'Jogo Sagrado', da Fox Sports, desta segunda-feira

Por O Dia

Campello discutiu ao vivo com Julio Brant por telefone no Fox Sports
Campello discutiu ao vivo com Julio Brant por telefone no Fox Sports -

Rio - Como se não bastasse o momento ruim vivido pelo Vasco da Gama no Campeonato Brasileiro, o torcedor cruzmaltino presenciou uma cena nada agradável na noite desta segunda-feira. Durante o programa 'Jogo Sagrado', da Fox Sports, o atual presidente vascaíno, Alexandre Campello, discutiu com o ex-aliado de chapa na disputa pela presidência do clube, Juilo Brant.

Tudo começou quando Campello foi indagado sobre por que havia rompido com Brant durante o pelito para decidir o novo mandatário do Vasco. Segundo o dirigente, o ex-parceiro foi para a Europa negociar a contratação do atacante Samuel Eto'o sem o seu consentimento, escondendo detalhes da possível transação. Ele também o descumprimento de outros acordos entre ambos.

Pouco tempo depois da fala de Campello, Brant ligou para a produção da Fox Sports e entrou no ar. Ele negou que tivesse deixado de falar com o ex-colega de chapa e criticou a gestão do atual presidente, dando início a uma saia justa.

VEJA O VÍDEO DA DISCUSSÃO AO VIVO

"Me preocupa muito quando eu vejo um presidente do clube, no momento em que o clube vive, à beira de uma situação crítica no futebol, um presidente que está preocupado com política e não com o futebol. Um presidente que acumula tudo do futebol, mas fala de política o tempo todo, se omite ao falar de futebol, mas que tudo o que está acontecendo com o Vasco é ele que está sendo responsável", disse.

Após pedir uma checagem de fatos sobre o que estava sendo dito durante o programa, o apresentador Benjamin Back defendeu Campello alegando que ele estava apenas respondendo as perguntas que já estavam programadas. Eis que o presidente vascaíno revidou.

"Ele deveria esperar 2020. Ele entra o tempo todo no Twitter, ele fica postando coisas. Agora mesmo ele colocou: 'Graças ao Campello, vamos ter de torcer pelos outros'. Quanto a trazer provas, eu quero que ele traga provas. Ele falala de 'fato ou fake', é fato: ele foi para a Europa contratar o Eto'o, e ele sabia que eu seria o vice-presidente, e eu não estava sabendo de nada", afirmou. Em seguida, negou que se omita em falar de futebol.

"Os jogadores não dizem isso. Eu vou na imprensa, eu dou a cara para bater. Eu não transfiro a culpa dos resultados para ninguém. O fato é que ele está sempre torcendo contra, sempre que tem um resultado ruim, ele comenta algo contra. Quem é que está fazendo política? É isso que eu vejo do eterno candidato", cutucou.

Brant voltou a afirmar que o atual presidente do Vasco sabia da negociação pelo atacante camaronês, dizendo ainda que havia conversado com o patrocinador de material esportivo para dar suporte na negociação. Visivelmente incomodado, Campello respondeu.

"Eu não sabia nada, mentira sua (...) Ele é um mentiroso. Isso é mentira. Ele não falou nada. Eu era o vice-presidente de futebol. Por que não fui? Por que não participei?", bradou Campello.

Brant afirmou mais uma vez que havia conversado sobre o negócio com o mandatário, acrescentando que também falou pessoalmente com ele a vontade de colocar o ex-jogador Felipe como diretor de futebol do clube, e não Campello. Em seguida, atacou. "Isso ofuscou o Campello, ele inventou essa história para ser a rainha da Inglaterra do futebol".

"Deixa de ser mentiroso. Você está muito velho para ser mentiroso. Traz todo o acordo que nós assinamos, traz aqui e mostra", respondeu o presidente cruzmaltino. "Fica aqui o compromisso de fazer um novo programa para colocar o Vasco a limpo e provar que o mentiroso é o Campello. É uma vergonha ter um presidente de um clube, que além de ser um traidor mentiroso, fica tendo medo do Palmeiras", concluiu Brant.