Diante do líder, Vasco quer ver o Caldeirão fervendo

Vitória sobre o invicto Palmeiras garante o Gigante na Série A e dá um alívio definitivo à galera cruzmaltina

Por O Dia

Com 19 gols 
na temporada, Pikachu é uma das armas do Vasco contra 
o Palmeiras
Com 19 gols na temporada, Pikachu é uma das armas do Vasco contra o Palmeiras -

Rio - O clima de decisão tomará conta de São Januário, às 17h, no clássico entre Vasco e Palmeiras. Na luta pela permanência na Série A do Campeonato Brasileiro, o Cruzmaltino tem a missão de frear um adversário invicto há 21 rodadas e que pode faturar hoje o título de campeão, em caso de vitória. Impossível? Não para o Vasco, para a torcida que promete lotar, mais uma vez, a Colina.

A união tem feito a força no Vasco. A coletiva vitória de 2 a 0 sobre o São Paulo coroou muitos heróis. Yago Pikachu foi um deles. Ao fazer o segundo gol, ele chegou à marca dos 19 em 2018, e a 90 na carreira. Em 14º lugar, com 42 pontos, o Vasco pretende adiar a festa palmeirense a deixar o seu futuro em jogo para a última rodada, domingo, contra o Ceará, no Castelão. "Temos de fazer de tudo para ganhar o jogo em São Januário para não depender de nada na última rodada", disse Pikachu.

Em um clássico com todos os ingredientes de uma decisão, o Vasco terá a rara oportunidade de repetir a escalação em 2018. Até o técnico Alberto Valentim será reforço à beira do gramado, após cumprir suspensão na última rodada. No entanto, ele não desfez a dúvida de quem será o goleiro titular: Fernando Miguel, um dos heróis da vitória sobre o São Paulo, ou Martín Silva, que está à disposição após defender a seleção do Uruguai.

"Deixa isso com o Valentim (risos). Ele ganha bem pra isso", despistou Pikachu.

NO EMBALO DE FELIPÃO

Certo é que o Palmeiras jogará com força máxima. Invicto há 21 jogos no Campeonato Brasileiro, o Alviverde não pretende desperdiçar a chance de buscar a vitória e se sagrar campeão com antecedência, independentemente dos resultados de Flamengo e Internacional. Felipão é o grande responsável pelo embalo do Palmeiras na competição, explorando o potencial de cada peça de seu milionário elenco. Nada que intimide o goleiro Fernando Miguel.

"Não podemos baixar a guarda. Vemos essa euforia toda da torcida por tudo o que vivíamos na competição. Aqui é Vasco. Vamos olhar nos olhos do Palmeiras e jogar de igual para igual com eles", disse Fernando Miguel.

Clube fecha patrocínio

O Vasco fechou mais um patrocínio pontual para o jogo contra o Palmeiras. A empresa OdontoCompany vai estampar a sua marca na barra frontal da camisa e na parte traseira do short. Na sexta-feira, o Vasco já havia anunciado o acordo, no mesmo molde, com o Banco BMG, que exibirá a sua logo na frente do uniforme.

Os valores não foram revelados, mas reforçam o caixa do clube. Com a delicada situação financeira, a diretoria conseguiu aprovar em outubro um empréstimo de R$ 38 milhões para quitar os atrasados e honrar os compromissos até dezembro. Os seis patrocinadores fixos rendem cerca de R$ 13 milhões, por ano, ao Vasco.

Comentários