Após clássico polêmico, Vasco tem multa anulada pela Justiça

André Emílio do TJ-RJ classificou episódio no Maracanã como ''Calamidade'

Por O Dia

Torcida do Vasco faz a festa durante partida contra a equipe do Fluminense no estádio do Maracanã, valido pela final da taça Guanabara
Torcida do Vasco faz a festa durante partida contra a equipe do Fluminense no estádio do Maracanã, valido pela final da taça Guanabara -

Rio - Além do título da Taça Guanabara e de poder contar com o seu torcedor na maior parte da decisão no último domingo, o Vasco teve mais uma decisão positiva. O desembargador André Emílio anulou qualquer multa aplicada ao clube carioca por ter vendido ingressos para a final contra o Fluminense.

A decisão da desembargadora Lúcia Helena de aplicar multa ao Vasco de 500 mil reais em caso de abertura de portões acabou sendo anulada. A sentença foi obtida pela site "Casaca!", grupo político cruzmaltino.

A sentença citou como justificativa para a queda da decisão anterior a "calamidade instaurada, com tumultos, confusões e brigas" do lado de fora do estádio, um fator de convencimento do presidente cruzmaltino Alexandre Campello no dia da partida.

Comentários