Justiça mantém resultado de eleição no Vasco, e presidente segue no cargo

Tribunal negou pedido de anulação do pleito pela oposição, e Alexandre Campello segue

Por MH

25/03/2019 - Treino do Vasco em Sao Januario antes do jogo contra o Bangu pela semi final da Taca Rio, pelo campeonato carioca 2019. Na imagem, o presidente Alexandre Campelo. Foto de Alexandre Brum / Agencia O Dia
25/03/2019 - Treino do Vasco em Sao Januario antes do jogo contra o Bangu pela semi final da Taca Rio, pelo campeonato carioca 2019. Na imagem, o presidente Alexandre Campelo. Foto de Alexandre Brum / Agencia O Dia -

Rio - A Justiça do Rio negou o pedido de anulação das eleições do Vasco, e Alexandre Campello, vencedor do pleito de 2017, segue no cargo de presidente. A decisão, por unanimidade (3 votos a 0), foi dada na manhã desta quarta-feira, pela 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio (TJ/RJ). Ainda cabe recurso no Supremo Tribunal Federal (STF), em Brasília.

Para os desembargadores, não há motivos ou provas para interromper o mandato de Alexandre Campello, que está em seu segundo ano. O pedido de anulação da eleição foi feito pelo jurídico da 'Sempre Vasco', chapa de sócios encabeçada por Júlio Brant, candidato derrotado do pleito de novembro de 2017. O grupo argumenta que ocorreram várias fraudes além da famosa 'urna 7'. Naquele episódio, mais de 600 sócios foram indicados a votarem em uma urna separada das demais. Ali, quase a totalidade dos eleitores votaram na chapa de Eurico Miranda, morto há duas semanas. A Justiça, então, determinou que a urna não fosse contabilizada.