Vasco quer fazer dever (fora) de casa

Time conta com a aplicação do estudioso Marcos Valadares para quebrar jejum contra o Athletico-PR

Por O Dia

Marcos Valadares recebeu chance de ouro e quer aproveitá-la
Marcos Valadares recebeu chance de ouro e quer aproveitá-la -

O Vasco estreia no Campeonato Brasileiro com o desafio de quebrar um incômodo tabu contra o Athletico-PR, hoje, às 16h, na Arena da Baixada. Apesar do retrospecto positivo no confronto — 17 vitórias contra 13 do rival em jogos pela Série A —, o Cruzmaltino venceu pela última vez em 2015. Estudioso, o técnico interino Marcos Valadares promete a equipe preparada para fazer o dever (fora) de casa e voltar de Curitiba 'aprovada' com três pontos na primeira rodada.

"Temos acompanhado o Athletico. É realmente uma grande equipe. Tem feito um grande trabalho. Estamos muito motivados pelo que praticamos no jogo contra o Santos, um Santos muito forte. Entendemos que será um jogo difícil e a ideia é estudar bem o Athletico", destacou.

O conhecimento da base cruzmaltina é um dos trunfos do ex-treinador do sub-20 para explorar o melhor de revelações como o goleiro Alexander, o zagueiro Ricardo Graça e o apoiador Lucas Santos, além do atacante Marrony, todos revelados na Colina. Com cinco gols no ano, Marrony é o artilheiro do Vasco e sua velocidade será uma das armas para contra-atacar o Furacão.

"Conhecemos os garotos. Já convivemos muito tempo juntos. Mais com o Alexander, não tanto com o Ricardo. Mas esse aspecto é importante. Sabem que gosto de jogador com história no clube", disse Valadares, com destaque para o goleiro que comandou no vice-campeonato da Copinha de 2019.

Técnico rival é espelho

Marcos Valadares tem consciência de que a diretoria busca nomes experientes, como os de Jorge Jesus e Dorival Júnior, para assumir o Vasco, mas nega o sonho de ser efetivado. Com 18 anos de estrada no futebol, ele espera seguir os passos do concorrente Tiago Nunes.

Então treinador da equipe de aspirantes do Athletico, ele assumiu a equipe interinamente após a demissão de Fernando Diniz em junho de 2018. Avalizado pelo bom trabalho, foi efetivado e há dez meses defende o cargo.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários