Vasco é atropelado pelo Athletico-PR e faz péssima estreia no Brasileirão

Com inúmeras falhas defensivas, Cruzmaltino leva 4 a 1 na Arena da Baixada

Por O Dia

Danilo Barcelos tenta dominar a bola: desatento na defesa, o Vasco foi presa fácil para o Athletico-PR
Danilo Barcelos tenta dominar a bola: desatento na defesa, o Vasco foi presa fácil para o Athletico-PR -

Curitiba - Uma estreia no Brasileiro para preocupar bastante o torcedor. Com péssima atuação e enorme fragilidade na defesa, além de pouca criação, o Vasco foi facilmente dominado pelo Athletico-PR e acabou goleado por 4 a 1 na Arena da Baixada. Os gols marcados por Bruno Guimarães, Marco Ruben e Nikão saíram em falhas coletivas do sistema defensivo, e Werley ainda fez um contra (Bruno César descontou no fim). E o placar só não foi maior graças ao goleiro Alexander.

A opção do técnico Marcos Valadares de escalar três zagueiros se mostrou um total desastre. Se a ideia era fortalecer o sistema defensivo fora de casa, o efeito foi o oposto. O Vasco se mostrou frágil e deixou o Athletico chegar como quis desde o início. E para completar, desatenções acabaram punidas com gols.

Logo aos dois minutos, a linha de cinco da defesa — zagueiros e laterais — não apenas deixou o Athletico entrar tranquilo na área como assistiu Bruno Guimarães pegar o rebote de chute de Marco Ruben para abrir o placar. Desorganizado, o Vasco ainda deixou Nikão aparecer livre duas vezes, sem aproveitar. E Alexander ainda salvou chute de Jonathan. O jovem goleiro fez outra boa defesa, mas a desatenta zaga ficou olhando o lance e não impediu Marco Ruben de pegar o rebote para ampliar, aos 43.

O pior é que, um minuto antes, o Vasco teve a sua melhor chance no jogo, mas Maxi Lopez, em cima da linha, não viu a antecipação da zaga, que afastou a bola após rebote de Santos em cabeçada de Ricardo. Além desse lance, o Cruzmaltino sem criatividade e que abusou de cruzamentos ruins, só levou perigo em um lançamento para Marrony, que o goleiro saiu nos pés para salvar.

Na volta do intervalo, o Vasco mudou o esquema e voltou para o 4-5-1. Não melhorou a situação e o Athletico seguiu com muito espaço. Logo aos três minutos, Renan Lodi foi lançado num buraco da zaga pela direita, disputou com Pikachu e caiu. Pênalti mal marcado e depois anulado pelo VAR.

O Vasco se livrou dessa, mas era questão de tempo para levar o terceiro gol. Antes, Alexander fez grande defesa em cabeçada de Marco Ruben e o atacante ainda cabeceou sozinho para fora no lance seguinte. Até que, em nova falha defensiva de marcação, Rony tocou sozinho para a pequena área, a bola bateu em Werley e entrou, aos 20.

Estava fácil demais. Nikão ainda fez o quarto aos 41, em contra-ataque e Alexander salvou o Vasco em chute de Tomás Andrade, enquanto o Athletico cansou de perder chances.  Já o inoperante Vasco conseguiu marcar seu gol de honra em um chute de Bruno César, aos 43, o que não apagou a péssima estreia.

Galeria de Fotos

Danilo Barcelos tenta dominar a bola: desatento na defesa, o Vasco foi presa fácil para o Athletico-PR Rafael Ribeiro/Vasco
Jogadores do Furacão comemoram gol contra o Vasco Twitter / Athletico-PR
Cabisbaixo, o zagueiro Ricardo é a imagem do Vasco na Arena da Baixada, enquanto Nikão comemora seu gol com Rony Heuler Andrey/DiaEsportivo/Estadão Conteúdo
Werley (34) tenta salvar e acaba fazendo contra, no terceiro gol do Athletico-PR Valquir Aureliano/PhotoPress/Estadão Conteúdo

Comentários