Breno está recuperado - Rafael Ribeiro / Vasco
Breno está recuperadoRafael Ribeiro / Vasco
Por Lance
No treino desta quarta-feira, Breno participou de um coletivo quase um ano depois de ser submetido a cirurgia no joelho esquerdo. Ele ainda não deve estar à disposição para o jogo deste sábado, contra o Grêmio, assim como Leandro Castan (este por suspensão). Mas a notícia é boa: após longo e tenebroso inverno, o Vasco volta a ter o grupo de zagueiros inteiro à disposição.
Além de Breno e Castan (que estava fora de combate desde abril), quem também está de volta é Werley, outro a sofrer com problemas físicos nos últimos jogos antes da pausa no Campeonato Brasileiro. Sem eles, a dupla que se afirmou e saiu sem sofrer gol na última partida, diante do Ceará, foi formada por Henríquez e Ricardo Graça.
Publicidade
Em São Januário, Vasco e Botafogo empatam no Brasileiro Sub-20Ricardo cita dor de cabeça de Luxa na defesa e diz: 'Não tem vaidade'De Prima: Vasco fecha patrocínio até o fim do anoAntônio Calçada, ex-presidente do Vasco, é internado em hospitalDois que estiveram longe dos planos iniciais meses antes. No caso de Henríquez, foi muito mais reserva do que titular, e teve problemas físicos em fevereiro.
Ricardo, que tem em Leandro Castan o principal concorrente para o lado esquerdo da defesa, pegou conselhos, recentemente, com Mauro Galvão, zagueiro histórico do Vasco dos anos 1990 e 2000.- Não peguei ele jogando, nasci em 1997, mas sei que ele ganhou títulos importantes daqui: Brasileiro, Libertadores, Mercosul... é um espelho. Muita gente diz que pareço um pouco com ele jogando. Se eu jogar um décimo do que ele jogou, já estou realizado. Acho que é uma referência muito boa e espero, da mesma forma que ele trilhou uma grande carreira aqui, ganhar títulos pelo Vasco, que é o que está faltando - afirmou, em entrevista ao site oficial do clube.
Publicidade
Galvão liderou diferentes duplas de zaga no período em que esteve no Cruz-Maltino. Sempre como o mais veterano, ele orientou bastante. E segue orientando.- Uma coisa importante no futebol: tem a bola. Você tem sempre que visar ela. O atacante que você marcar tem que saber dominar a bola. Se ele errar um pouquinho, você já consegue tirar. Ali atrás não pode errar, tem que definir. Ou você pega a bola, ou para a jogada - explicou Mauro.
Para a partida contra o Tricolor Gaúcho, a tendência é de que Henríquez e Ricardo sejam mantidos. Mas já estão todos a postos. Inclusive Miranda e Ulisses, ainda juniores, mas que estão participando do período vascaíno em Foz do Iguaçu (PR).