Sem camisa 9, Vasco tem desempenho ofensivo sofrível no Brasileiro

Com apenas 12 gols marcados no Brasileirão, o time tem o 5º pior ataque da competição

Por Lance

Vanderlei Luxemburgo
Vanderlei Luxemburgo -
Rio - O empate em 0 a 0 com o CSA, nesse domingo, escancarou as dificuldades do Vasco em criar e concluir com eficiência contra equipes mais defensivas. Ainda em busca de um centroavante para suprir a saída de Maxi López, titular na última temporada e no início deste ano, a equipe sente falta de um artilheiro. E os números confirmam isso.

Com apenas 12 gols marcados no Brasileirão, o time tem o 5º pior ataque da competição, ficando à frente somente de CSA (3), Avaí (5), Cruzeiro (9) e Chapecoense (11) - que ainda joga nesta segunda, contra o Grêmio. E não é por falta de tentativa, mas sim de pontaria.

O Cruz-Maltino é o 6º no ranking dos que mais finalizam, segundo dados do Footstats, com 167 arremates. No entanto, tem a 4ª pior marca de acerto, mandando no alvo só 33,5% das conclusões. Somente Avaí (28,4%), Goiás (32,4%) e CSA (32,7%), três clubes que vieram da Série B, possuem um aproveitamento inferior. Contra os alagoanos, o time acertou apenas duas de 17 finalizações.

Entre as 20 equipes da Série A, o Vasco aparece em 4º na lista dos que mais precisam de oportunidades para estufar as redes. São 13,9 conclusões para marcar um gol, número superior apenas aos de Cruzeiro (15,2), Avaí (32,4) e CSA (35,6).

Recentemente, o clube tentou reforçar o setor ofensivo com a chegada de um novo centroavante, já que apenas o jovem Tiago Reis é originário da função no atual elenco. Anangonó, da LDU, e Arthur Cabral, do Palmeiras, foram tentados, mas as negociações não se concretizaram.

No ano, Marrony, que vem atuando aberto pelo lado, e Yago Pikachu, recuado novamente por Luxemburgo para a lateral-direita, dividem a artilharia do time com sete gols cada. Tiago Reis vem logo atrás, com seis.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários