Vasco e Atlético-MG ficam bem perto de acordo por transferência de Marrony

O negócio deverá ser fechado por R$ 21 milhões sendo pagos de forma parcelada mas o Cruz-Maltino receberá à vista, como sempre desejou, e precisa para aliviar a crise financeira.

Por Lance

Marrony
Marrony -
Rio - A transferência de Marrony para o Atlético-MG está por detalhes. O negócio deverá ser fechado por R$ 21 milhões sendo pagos de forma parcelada, mas o Cruz-Maltino receberá à vista, como sempre desejou, e precisa para aliviar a crise financeira.

Na operação, o Galo, sob a força monetária da construtora MRV, negocia com o banco BMG, patrocinador dos dois clubes. Este último ator é quem receberá as parcelas e, ao Vasco, pagará de uma única vez.

Marrony já tem bases salariais acertadas com o Atlético-MG. É possível, inclusive, que o atacante abra mão de parte do que lhe é devido pelo Vasco. Ele faz parte do grupo que não recebeu salários em 2020 e também tem direitos de imagem de 2019 em aberto.

Atualmente, o Vasco deve, para o elenco:

- Fevereiro, março e abril para os jogadores que recebem salários mais baixos
- As quatro folhas salariais de 2020, para jogadores de salários mais elevados
- Uma parte de março e abril, para funcionários que recebem até R$ 1.800.
- Parte de janeiro, parte de fevereiro, março e abril para funcionários que recebem mais de R$ 1.800.
- Valores de quase um ano relativos a direitos de imagem ou pagamentos a pessoa jurídica.

Marrony, de 21 anos completados em fevereiro, estreou no time profissional em 2018. Pedido do técnico atleticano Jorge Sampaoli, ele soma 82 jogos e dez gols pela equipe principal.

Comentários