Com a defesa vulnerável, Leandro Castan não evitou o novo tropeço em Salvador - Felipe Oliveira / EC Bahia
Com a defesa vulnerável, Leandro Castan não evitou o novo tropeço em SalvadorFelipe Oliveira / EC Bahia
Por O Dia
Publicado 07/10/2020 21:30 | Atualizado 07/10/2020 21:31
FERNANDO MIGUEL: Foi refém de uma vulnerável defesa no primeiro tempo. Não teve culpa nos gols. NOTA 5
YAGO PIKACHU: Uma atuação desastrosa. Na defesa, deixou muitos espaços e cortou mal a bola que originou o gol de Clayson. Mais adiantado, pouco criou no segundo tempo. NOTA 3
Publicidade
RICARDO GRAÇA: Não acertou o posicionamento. Se machucou ainda no primeiro tempo numa jogada de velocidade. NOTA 4
MIRANDA: Entrou na 'fogueira', mas não comprometeu. Deu mais equilíbrio à defesa no segundo tempo. NOTA 5
Publicidade
LEANDRO CASTAN: Sem o poder da multiplicação, ficou desprotegido e não acompanhou o ritmo do ataque baiano. Melhorou o posicionamento no segundo tempo. NOTA 4,5
HENRIQUE: Outro que teve dificuldade na marcação. Foi envolvido pelo improvisado Ernando e cochilou em dois gols. NOTA 3
Publicidade
BRUNO GOMES: Mesmo perdido, fez o que pôde para desacelerar o ritmo baiano. Mas acabou expulso e não enfrenta o Flamengo. NOTA 3
MARCOS JÚNIOR: Ficou sem função no Pituaçu. Não foi combativo na marcação e tampouco chegou ao ataque. NOTA 4
Publicidade
CARLINHOS: Melhorou ligeiramente a transição e levou perigo numa finalização de fora da área. NOTA 5
FELLIPE BASTOS: Mais adiantado do que o de costume, faltou velocidade para alimentar o ataque. Quase fez um golaço de fora da área. NOTA 5
Publicidade
VINÍCIUS: Isolado na ponta direita, se enrolou quando tentou passar pela dupla marcação e pouco criou. NOTA 4
CAYO TENÓRIO: Com a dobradinha com Pikachu, conseguiu chegar um pouco mais ao ataque. NOTA 5
Publicidade
TALLES MAGNO: Mais uma atuação sem brilho da joia cruzmaltina. Não levou vantagem em nenhuma jogada de velocidade. NOTA 3,5
GABRIEL PEC: Se esforçou, mas não teve opção de tabela pela esquerda. NOTA 4,5
Publicidade
CANO: Não marca há seis jogos. Não por falta de pontaria, mas, sim, pela 'solidão' na frente e falta de criatividade no meio de campo. NOTA 4
YGOR CATATAU: Na base d força e da vontade, tentou abrir espaço, sem sucesso. NOTA 4
Publicidade
BAHIA:
Sem vencer em casa desde agosto, o Bahia encurralou o Vasco desde os primeiros minutos e aproveitou bem as chances criadas na noite que dois ex-cruzmaltinos balançaram a rede e deram trabalho: Rossi e Gilberto.