Revelado pelo Flamengo, Léo Mattos 'recomeça', aos 34 anos, no Vasco, maior rival do ex-clube - Rafael Ribeiro/Vasco
Revelado pelo Flamengo, Léo Mattos 'recomeça', aos 34 anos, no Vasco, maior rival do ex-clubeRafael Ribeiro/Vasco
Por O Dia
Rio - Revelado pelo Flamengo, Léo Mattos abriu a mão de um contrato cotado em euro, e com possibilidade de renovação até 2022 com o PAOK, da Grécia, para 'recomeçar', aos 34 anos, a carreira no Vasco, maior rival do ex-clube. Com dez anos de experiência no Velho Continente, o lateral-direito, oficialmente apresentado nesta quinta-feira, em São Januário, chega como solução para a criticada posição, que conta com Yago Pikachu e Cayo Tenório, em má fase. 
"Venho com a intenção de ganhar títulos e alcançar a melhor posição possível. Nos últimos anos me acostumei a isso. Ganhei cinco títulos na Grécia, cheguei à final da Liga Europa na Ucrânia. Sou um jogador que não me contento com pouco. Eu espero isso para o Vasco. E para mim, a mesma coisa. Poder jogar, ajudar o Vasco e a cada campeonato disputado, tentar vencer. O que o Vasco merece é isso, clube campeão de quase tudo", projetou o novo reforço.
Publicidade
Embora tenha sido revelado pelo Flamengo, onde jogou dos 10 aos 19 anos, o lateral-direito tem uma longa identificação com o Cruzmaltino. Fã de Felipe, ele se encantou com o futebol do camisa 6 quando acompanhou um duelo entre Vasco e Bangu, em São Januário. Com a camisa 3, espera fazer bonito pelo novo clube. Após a mudança de comando com o técnico português Ricardo Sá Pinto no lugar de Ramon, a diretoria foi a mercado e contratou três reforços para na tentativa de minimizar as carências do enxuto e jovem grupo.
"Felipe é o meu grande ídolo de infância. Sempre me fascinou o estilo de jogo dele. Não conheço pessoalmente. Tive contato com ele uma vez na Granja Comary, quando eu treinava para a disputa de um torneio sub-23 e ele estava com a Seleção para disputar a Copa América", relembrou Léo Mattos.
Publicidade
Além de Léo Mattos, o volante argentino Leonardo Gil, ex-Al Ittihad, da Arábia Saudita, e o atacante colombiano Gustavo Torres, ex-Atlético-Nacional, chegaram por empréstimo até o fim de 2021, com os direitos econômicos fixados. À espera da regularização, ele vive a expectativa pela estreia contra o Goiás, domingo, no Serrinha. Na Z-4, Ricardo Sá Pinto conta com o reforço.
"Em relação à forma física, sinto-me super bem. Eu vinha jogando pelo PAOK. O último jogo foi na quinta-feira, pela Liga Europa. Não tenho problema nenhum. Só não sei como está a documentação. Espero no domingo estar à disposição e aí fica a cargo do Ricardo se eu jogo ou não", disse Léo.