Novo técnico do Vasco, Ricardo Sá Pinto teve o primeiro contato com o grupo na sexta-feira - Rafael Ribeiro/Vasco
Novo técnico do Vasco, Ricardo Sá Pinto teve o primeiro contato com o grupo na sexta-feiraRafael Ribeiro/Vasco
Por MH
Apelidado de 'Caldeirão' pela galera, o Estádio São Januário, ainda impossibilitado de receber público por causa da pandemia do novo coronavírus,  deixou de ser a principal arma do Vasco neste Campeonato Brasileiro. Tanto que, até aqui, o clube registra o seu pior desempenho como mandante no sistema por pontos corridos: apenas 46% de aproveitamento.
Atualmente na zona de rebaixamento — 17º colocado, com 24 pontos —, o Gigante da Colina tem nesta segunda-feira, contra o Ceará, às 18h, a oportunidade de melhorar seus números como mandante. Nem nos três anos em que o Vasco foi rebaixado (2008, 2013 e 2015), o rendimento em casa foi tão ruim: 57,3%, 53,8% e 52,9%, respectivamente.
Publicidade
O segundo pior desempenho como mandante aconteceu na temporada de 2004, no segundo ano da Série A por pontos corridos, quando a equipe brigou até as últimas rodadas contra a degola e terminou na 16ª colocação, com 48% de aproveitamento. Por outro lado, o melhor já registrado foi em 2011, ano em que o Vasco foi vice-campeão brasileiro: 70,2%.