O advogado Luiz Roberto Leven Siano foi o vencedor da eleição do dia 7 de dezembro - Reprodução/Instagram
O advogado Luiz Roberto Leven Siano foi o vencedor da eleição do dia 7 de dezembroReprodução/Instagram
Por O Dia
Rio - Longe da definição, o resultado oficial da eleição do Vasco ganhou mais um capítulo. Nesta terça-feira, o desembargador Camilo Ribeiro Ruliére, da 1ª Vara Cível do Rio Tribunal de Justiça do Rio, enviou o resultado do pleito realizado no dia 7 de novembro para apreciação no plenário do pleno do TJ-RJ. O julgamento, ainda sem data definida, será virtual.
O advogado Luiz Roberto Leven Siano foi o mais votado no pleito do 7, autorizado pelo próprio Ruliére, mas o processo eleitoral foi suspenso por decisão do Superior Tribunal de Justiça e abriu caminho para uma nova convocação às urnas, no dia 14, que teve como vencedor da eleição virtual o empresário Jorge Salgado.
Publicidade
Em desacordo com os trâmites, o atual presidente do clube, Alexandre Campello, e Leven Siano retiraram a candidatura. Com dois candidatos à presidentes 'eleitos', o conturbado processo eleitoral teve continuidade na esfera jurídica. No mesmo dia que Salgado comemorou a vitória sobre Julio Brant, o STJ derrubou a liminar que suspendia o pleito do dia 7 de novembro, vencido por Leven Siano.
Em seu último grande ato político, Campello propôs a Ruliére a realização de um terceiro pleito, após a suspeição de vícios tanto na eleição presencial do dia 7, em São Januário, quanto na virtual, no dia 14. No último dia 25, o departamento jurídico cruzmaltino pediu revisão da decisão do desembargador.