Além da má atuação na derrota para o Flamengo, Leonardo Gil recebeu o terceiro amarelo e não enfrenta o Fortaleza - Rafael Ribeiro/Vasco
Além da má atuação na derrota para o Flamengo, Leonardo Gil recebeu o terceiro amarelo e não enfrenta o FortalezaRafael Ribeiro/Vasco
Por O Dia
Rio - A derrota para o Flamengo manteve o sinal de alerta ligado em São Januário. O risco de queda para a Série B do Campeonato Brasileiro, calculado em 30% pelo matemático Tristão Garcia, é apenas um dos problemas que Vanderlei Luxemburgo tem para administrar nesta reta final. Para o decisivo confronto com o Fortaleza, quarta-feira, na Arena Castelão, o treinador não contará com Léo Matos e Leonardo Gil, suspensos. Em compensação, terá o capitão Leandro Castan à disposição, que cumpriu suspensão na derrota para o Flamengo, quinta-feira, no Maracanã.
Pelo mau desempenho no clássico, parte da torcida cruzmaltina não lamentará as ausências. Após as mexidas de Luxa no segundo tempo, inclusive com a saída da dupla, o Vasco reagiu com uma mudança de postura e maior mobilidade em campo. Atento, o treinador avalia os substitutos. Na lateral direita, Cayo Tenório é opção, mas Yago Pikachu, que voltou à posição após a saída de Léo Matos, pode ser recuado contra o Fortaleza.
Publicidade
Caso confirme o recuo de Pikachu, Luxa terá que preencher a lacuna na frente. Com a possível volta de Talles Magno, barrado no clássico, seu substituto, Gabriel Pec, pode ganhar mais uma chance após a apagada atuação no Maracanã. Ygor Catatau é outra opção ofensiva. 
No meio de campo, Andrey, Juninho e Carlinhos disputam uma vaga. O trio entrou no segundo tempo contra o Flamengo e não revelou pistas de quem será jogará no lugar de Leonardo Gil. Tudo dependerá da estratégia de Luxa para vencer o Fortaleza, 14º colocado, com 48 pontos, um a mais do que o Vasco, 15º, com 37.