Após 90 anos, Tenorio relembra e comemora luta do Vasco contra o racismo

Atacante disse já ter sofrido com músicas racistas

Por pedro.logato

Rio - Há exatos 90 anos, o Vasco foi campeão Carioca com uma equipe formada por negros e pobres. O resultado mais do que histórico dentro de campo, simbolizou um marco importante na luta contra o racismo, já que os rivais do clube de São Januário, Flamengo, Fluminense e Botafogo não permitiam até então a presença de negros na equipe.

Tenorio já sofreu com racismoCarlos Moraes / Agência O Dia

Em 2013, o atacante equatoriano Tenorio afirmou em entrevista concedida ao Sportv, que sente muito orgulho da luta da sua equipe contra o racismo no futebol.

"Foi um time que misturou negros e brancos e que fez história mesmo!", disse.

Apesar da conquista do clube nos anos 20, quase cem anos depois, as práticas racistas não foram abolidas totalmente do futebol. O próprio atacante afirmou que já foi vítima de algumas músicas racistas por adversários.

"Em vários jogos com a seleção, escutamos muitas coisas (cânticos rascistas). Já na Europa, estão colocando vários regulamentos que forçam multas. Mas, aqui, nossa cultura da América do Sul ainda está devendo", concluiu.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia