Por bernardo.argento

Minas Gerais - Em uma partida com seis gols no primeiro tempo, o Cruzeiro venceu o Vasco por 5 a 3, no Mineirão. Essa foi a terceira vez que o clube carioca levou cinco gols em um jogo. O Gigante da Colina continua sem conseguir o equilíbrio entre ataque e defesa. Se na frente o time vai bem, o sistema defensivo vem deixando a desejar, e possui o incômodo "título" de zaga mais vazada da competição com 32 gols tomados. A Raposa soube aproveitar essa falha vascaína e garantiu a liderança do Campeonato Brasileiro. Na próxima rodada, o Vasco viaja até a Pernambuco para enfrentar o Náutico. O Cruzeiro, líder do Brasileirão, encara o Bahia na Fonte Nova.

Vasco não resistiu a força do Cruzeiro jogando em casa Divulgação

O JOGO

O Cruzeiro começou arrasador, não deixou o Vasco respirar e abriu o placar com 31 segundos de jogo. Ceará cobrou lateral para dentro da área, Willian ganhou a disputa com Fágner e completou para o fundo das redes. Aos 8, a equipe mineira quase ampliou. Éverton Ribeiro cruzou, Julio Batista cabeceou para defesa espetacular de Diogo Silva. Depois da pressão inicial, o Vasco começou a se organizar em campo e jogar melhor, conseguindo o empate aos 18 minutos. Willie recebeu na entrada da área e chutou no ângulo de Fábio, sem chances para o goleiro.

A partida era disputada, com boas chances para os dois lados, mas com o Cruzeiro levemente superior. Aos 28, Julio Batista chutou no cantinho para boa defesa do goleiro vascaíno. No rebote Éverton Ribeiro fez o gol, mas foi invalidado pelo árbitro, que atendeu o bandeirinha e marcou impedimento no lance. No entanto, a Raposa voltou a frente no placar três minutos depois. Lucas Silva acertou um belo chute de fora da área, no canto direito de Diogo Silva, que nada pôde fazer.

O Vasco sentiu o golpe e a equipe mineira aproveitou para ampliar. Aos 38, Julio Batista cobrou bem a falta e Diogo Silva não conseguiu chegar na bola. No entanto, o Cruzmaltino conseguiu uma reação impressionante. Aos 40, Fágner levantou na área e André cabeceou para marcar seu oitavo gol no Campeonato Brasileiro. Dois minutos depois, o empate. Willie aproveitou a sobra da zaga cruzeirense, dominou no peito tirando Bruno Rodrigo da jogada e bateu no cantinho, fazendo um belo gol.

Na segunda etapa, os times não voltaram com a mesma intensidade da primeira metade da partida. Em um jogo amarrado, o Cruzeiro conseguiu voltar a frente no marcador com um golaço de Lucas Silva aos 21 minutos. O volante soltou uma bomba de fora da área e não deu chances ao camisa 1 do Gigante da Colina. Os jogadores do Vasco ficaram revoltados, alegando falta de fair play dos cruzeirenses, em um lance anterior ao gol. Para tentar o empate, o técnico Dorival Júnior sacou Wendel e Fágner, colocando Montoya e Edmilson, deixando a equipe mais ofensiva.

Aos 22, o colombiano aproveitou lançamento de Willie, apareceu sozinho na frente de Fabio, mas chutou em cima do goleiro. Aos 33, André deixou Edmilson livre na área após belo passe de calcanhar de André. O Atacante não aproveitou a assistência e isolou a bola, mesmo sozinho de frente para o gol. O Cruzeiro liquidou a fatura em um contra-ataque. Aos 41, Ricardo Goulart achou Vinicius Araujo na sozinho na área, que só empurrou para o fundo das redes, dando números finais ao jogo. 

Você pode gostar