Torcedores vascaínos picham muros de São Januário após derrota para a Ponte

Zagueiro Renato Silva foi atingido por um ovo e hostilizado no Aeroporto Santos Dumont

Por adriano.araujo , adriano.araujo

Rio - Torcedores do Vasco, revoltados com a derrota para a Ponte Preta e o risco de rebaixamento no Campeonato Brasileiro, picharam muros de imóveis da Rua General Almério de Moura, em São Cristóvão, onde fica a entrada social do Estádio de São Januário. Nas paredes do estádio, as inscrições foram cobertas rapidamente por funcionários, mas em outros muros da rua era possível ler: "Fora Roberto" e "Dinamite vai implodir o Vasco", em referência ao presidente cruzmaltino.

Muros de São Januário foram pichados durante a madrugadaOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Na noite de domingo, o zagueiro Renato Silva foi atingido por um ovo atirado por torcedores, teve o carro chutado e esmurrado e precisou de apoio da PM para sair sem ser ferido do Aeroporto Santos Dumont. A maioria dos jogadores deixou o local, onde o avião que trouxe o time de São Paulo pousou por volta das 21h30, no ônibus do clube, que foi até a pista de pouso para resgatá-los em segurança. Renato, entretanto, tentou sair pelo saguão e foi surpreendido por cerca de 150 torcedores, muitos com camisas de torcidas organizadas.

Edição: Adriano Araújo

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia